29 de outubro de 2010

QUEM ESTRAGA, PAGA



O despacho da vereadora responsável pelo pelouro da Habitação, Helena Roseta, a que a Lusa teve acesso, define que sempre que inquilinos municipais destruírem ou vandalizarem casas da câmara ou impedirem o uso do imóvel a quem a autarquia atribuiu será aberto um processo para “cessação da utilização do fogo atribuído no regime de cedência precária” ou será instaurado um processo judicial para “resolução do contrato de arrendamento no regime de renda apoiada”. 

Em declarações à Lusa, a vereadora reconheceu que “tem havido um surto de situações de vandalismo das casas e até mesmo de agressões a técnicos” e realçou que, com este despacho, pretende pôr fim a estas situações. 

O despacho, que não refere números, sublinha que se têm verificado com muita frequência agressões verbais e físicas, vandalização e/ou destruição ou tentativa de destruição de bens destinados ao uso dos serviços públicos e vandalização e/ou destruição de casas municipais. 

Refere ainda casos de impedimentos de uso de fogos municipais pelos agregados a quem a câmara atribuiu as casas. 

A partir de agora, os funcionários da autarquia ou da empresa que gere os bairros municipais (Gebalis) devem, sempre que se verifiquem situações do género, solicitar a presença da Polícia Municipal “para tomar conta da ocorrência e lavrar o respetivo auto de notícia”. 

Devem ainda pedir uma vistoria ao local para avaliação dos danos causados, assim como uma estimativa do custo da reparação, para que a autarquia possa depois notificar quem estragou ou destruiu a casa, que terá um prazo de 15 dias para reparar os danos. 

Se tal não for feito, o montante da reparação será deduzido num pedido de indemnização cível no âmbito do processo crime. 

26 de outubro de 2010

Cortou-se o Mal pela Raiz!


Em dia de aniversário do Bairro da Boavista, os moradores acordaram com o barulho de uma motosserra. Foi uma bela prenda, logo de manhã. A luta de vários anos foi dada por terminada hoje.



No número 14 da Rua 1, crescia progressivamente uma borracheira que já estava a danificar as casas vizinhas, como foi noticiado neste blogue há algum tempo atrás. Mas, hoje, os serviços da Câmara Municipal de Lisboa solucionaram este problema de raiz. Foram precisos 6 homens, acompanhados por 3 viaturas.


Agradecemos a colaboração da Gebalis e do Departamento do Arvoredo – CML.

Mensagem do Pe. Agostinho de Sousa - Aniversário do Bairro




A passagem de um aniversário é ocasião para agradecer o tempo de vida que está para trás, mas sobretudo olhar o futuro e procurar caminhos de vida nova.

Celebrar o aniversário do (nosso) Bairro é ter presentes todos os que o tornaram possível ao longo destes anos. Mas é também unir esforços e vontades, para que o Bairro seja cada vez mais um lugar de vida feliz, onde comunhão, solidariedade, amizade, respeito e tolerância sejam valores de todos os dias.

Parabéns a todos os habitantes do Bairro e a todas as Instituições que tanto trabalham pelo bem do Bairro e todas as pessoas que aí vivem.

Que o Bom Deus a todos abençoe e proteja.

Desde Paris, com muita amizade e consideração,
 
Padre José Agostinho Sousa

24 de outubro de 2010

Programa do Mês: Osteoporose


Este mês o programa para Saúde da Farmácia da Boavista com a parceria com Sandoz é: Osteoporose. O Rastreio da Osteoperose realiza-se na Farmácia da Boavista no dia 27 de Outubro das 10h00 às 18 horas, os interessados devem fazer a sua inscrição hoje mesmo, na farmácia.


A Osteoporose é uma doença esquelética, normalmente sem sintomas e de evolução lenta e progressiva. Caracteriza-se pela diminuição da massa óssea e por um enfraquecimento do osso, que vai ficando "poroso" como uma esponja. 


Ás mulheres pós-menopáusasicas e as pessoas idade de ambos os sexos são as mais atingidas pela Osteoporose. Segundo os estudos, 1 em casa 3 mulheres e 1 em 8 homens cam mais de 50 anos são afectados pela Osteoporose. 


Para mais informações contacte o seu Médico ou Farmacêutico.

Juntos por SI!

23 de outubro de 2010

Exposição do Ano Europeu do Combate á Pobeza e Exclusão Social


Na segunda-feira, 25 de Outubro, vai abrir uma exposição no Espaço Santa Casa - na Rua do Carmo em Lisboa.

Esta exposição é feita de todos os projectos desenvolvidos nos Estabelecimentos de Infância da Santa Casa, relacionados com o tema anual Europeu "O Combate á Pobeza e Exclusão Social".

O Centro de Acolhimento Infantil do Bairro da Boavista também contribui para esta exposição, com o Projecto "Pequenos Gestos por uma Boa Causa". Como devem estar lembrados este projecto foi desenvolvido no C.A.I, e contou com o apoio de todas as famílias das crianças e da própria comunidade, em que, através de lanches e de rifas de objectos feitos pelos pais e crianças, se angariou determinada quantia, que foi entregue na UNICEF.

Neste contexto gostariamos de convidar toda a comunidade educativa deste Estabelecimento (crianças, familias e cidadãos da comunidade) , para visitarem o Espaço Santa Casa e verem de perto, a exposição citada, onde está inserido o nosso Projecto que todos ajudaram a concretizar.

A exposição será inaugurada na 2ª feira por volta das 16h00 e está patente ao público até sexta-feira.

22 de outubro de 2010

Comunicado sobre Peditório Ambulância para o Bairro

O Sr. Jaime dos Santos, morador do Bairro da Boavista, solicitou aos meios de comunicação que passassem um seu comunicado. Como este espaço de comunicação está ao serviço de todos, aceitámos publicar o seu comunicado, cujo conteúdo é o seguinte:

Eu, Jaime Augusto Valadas dos Santos, mais conhecido por “Amaral”, pretendo por este meio fazer uma comunicação a todos os moradores, sócios do Clube Desportivo Lisboa e Águias (Águias), seus simpatizantes e outros que contribuíram para a causa da compra de uma ambulância para o serviço do Bairro.

Na verdade, há mais de 35 anos, tinha sido realizado um peditório a favor de uma ambulância para o Bairro da Boavista, para estar ao serviço da comunidade e que seria propriedade do Águias. Como a verba não atingiu o valor pretendido, os organizadores resolveram arranjar uma solução para o dinheiro, colocando o dinheiro no banco e sendo o Águias o fiel depositário. Durante estes anos, o dinheiro manteve-se por lá.

Recentemente o dinheiro, que estava no banco, foi levantado pelo Águias, sendo que eu, um dos organizadores do peditório, não tive conhecimento desse levantamento.
Por essa razão que venho dar a conhecer a todos os que contribuíram para esse peditório que, a partir de hoje, não tenho qualquer responsabilidade sobre esse dinheiro. Para qualquer assunto relacionado com o peditório e sobre o qual queiram ser esclarecidos, dirijam-se, por favor, ao Clube Desportivo Lisboa e Águias.

Com os meus cordiais cumprimentos,

Lisboa, 20 de Outubro de 2010

Jaime Valadas dos Santos

21 de outubro de 2010

Visita do Chocapic e do Sapo ao CAI da Boavista - SCML



Nesta 4ª feira, dia 20 de Outubro, os meninos do Centro de Acolhimento Infantil (CAI), da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, tiveram uma bela surpresa. Para animar o dia, apareceram por lá o Dr. Chocapic e Sapo da Operação “Nariz Vermelho”.




Já eram 11 horas e o Dr. Chocapic entrou na sala, meio descontrolado, à procura dos meninos. Depois de uma longa conversa e de estarem todos apresentados, o Dr. Chocapic apresentou o seu amigo Sapo que trouxe algumas prendinhas. Das muitas brincadeiras com os meninos, foi possível cantar a música do sapo (“eu vi um sapo…”).


Foi com muita alegria que tivemos a presença valiosa do grande cientista suíço, Dr. Chocapic. O único doutor desta operação que pode realmente ajudar os pacientes, quando a coisa “fica preta”.


E para finalizar, o Dr. Chocapic e o Sapo tiraram uma foto com a família CAI.

18 de outubro de 2010

Exposição de Pintura e Poesia de Domingos Duarte


(Igreja São José - Domingos Duarte)




Domingos Manuel Duarte, figura bem conhecida e estimada no Bairro da Boavista, foi aluno da Casa Pia de Lisboa que frequentou desde os 5 anos de idade.

Dedicando-se apaixonadamente à pintura e à poesia, prestigia não só a Escola que o fez homem, mas também o Bairro da Boavista, onde tem passado grande parte da sua vida, depois de ter sofrido os horrores da guerra em África.

Testamento

"Um dia quando eu morrer,
Levarei tudo o que tenho
Nas tábuas do meu caixão:
Ódio, raiva, Incompreensão,
Fel, amargura, azedume,
Nunca soltando o queixume
Que trago no coração"

(Poesia de: Domingos M. Duarte)


Os motivos da sua exposição visam exclusivamente a Freguesia de Benfica, incluindo o nosso Bairro. Os seus poemas são gemidos de dor ou risadas de sarcasmo acutilantes.


(Igreja Nossa Senhora do Amparo)


(Chafariz de Benfica)

(Escola Superior de Educação)

Esta exposição decorre nos dias 23 e 24 de Outubro no Salão Paroquial da Igreja São José, sito na Rua Rainha Dona Brites – lote 50 Cave. É uma exposição a não perder para quem gosta de arte, poesia e ama o seu Bairro.

Este evento é organizado pela Farmácia da Boavista, pelo Dr. Paixão Melo e têm o apoio da Paróquia de São José e da Junta de Freguesia de Benfica.

17 de outubro de 2010

Um Bom Exemplo…



Todos temos melhor o nosso Bairro”, foi uma das frases do Sr. Alfredo Pereira, um morador do nosso Bairro da Boavista. Há já alguns dias que o Sr. Alfredo tem vindo a melhorar um número de casas, nas Ruas 5 e 6.

São melhoramentos que se podem ver nos passeios e nas casas. Ele faz de tudo um pouco. Iniciou a “obra” pela lavagem dos telhados; daí passou a acertar alguns buracos nos passeios e nas paredes das casas; por fim, foi a vez da pintura. Este morador está a fazer estes trabalhos de forma gratuita: tudo o que usa ou é seu, ou emprestado (caso dos andaimes).



O Sr. Alfredo pintou a sua casa há pouco menos de três anos e queria voltar a pintá-la, para lhe dar um aspecto mais bonito. Disse-o aos vizinhos. E foi aí que tudo começou: “Hoje pintou uma, amanhã outra”.Hoje, vimo-lo a concluir a 8ª casa. Durante este tempo de trabalho, não cobrou nada pelo seu serviço; só houve um ou outro vizinho que ajudou para pagar as tintas ou os materiais que fossem precisos.




Outros vizinhos passavam pela sua rua e solicitavam os seus serviços, perguntando quanto levaria para pintar a casa deles; e a resposta era sempre a mesma: nada! Respondia: “Faço isto por gosto. Se quisesse que alguém me pagasse estaria numa firma”.

Temos de dar os parabéns a este morador pelo seu serviço mas também pela sua atitude. Trata-se de um bom exemplo para todos nós.

15 de outubro de 2010

Lista de Classificação Definitiva Homologada



Regime de Acesso a Habitação Municipal - Lista de Classificação Definitiva Homologada
Informam-se todos os interessados que está disponível, desde o dia 8 de Outubro, a Lista de Classificação Definitiva Homologada, relativa às candidaturas recepcionados até 30 de Junho de 2010.
Esta lista pode ser consultada no Serviço de Atendimento do Edifício Municipal do Campo Grande, Piso 0. Será, ainda, publicada em Boletim Municipal e disponibilizada a sua consulta através do site da Câmara Municipal de Lisboa.

14 de outubro de 2010

Prova Condição de Recursos (Instituto Segurança Social)

Caro(a) Morador(a) visitante,



Queremos servi-lo melhor. Actualmente está a decorrer a prova de condição de recurso, mas nem todos sabem fazê-la. E nós estamos cá para ajudar!



1º passo: aceda ao site da Segurança Social em www.seg-social.pt; depois clique em Segurança Social Directa (aqui).



2º passo: coloque o seu NISS (Numero da Segurança Social) e, de seguida, a Palavra-Chave. Caso não tenha a Palavra-Chave deverá clicar onde diz “Se é Beneficiário da Segurança Social, não tem Cartão de Cidadão e ainda não tiver acesso a este serviço (Registe-se Aqui!)”.



3º passo: Prova de Condição de Recurso “CLIQUE AQUI”. Caso não apareça no início da página pode clicar em Prestações – Prova Condição de Recursos na barra do lado esquerdo.


4º passo: Composição do seu agregado familiar. Nesta parte tem colocar todas as pessoas que vivem consigo na habitação (filhos, irmãos, pais, tios, amigos). As pessoas com mais de 10 anos precisam de ter o NIF – Número de Identificação Fiscal, ou de Contribuinte. 

-De seguida clique na frase que está em azul; deixe abrir um separador (depois feche-o), e coloque a seta do rato em cima do quadrado em branco.



5º passo: Responder a um questionário.

- A Prova de Condição de Recursos só é obrigatória para quem recebe RSI – Rendimento Social Inserção (Rendimento Mínimo), Abono Família ou o Subsídio Social Desemprego.

- Depois se têm mais de 100 mil euros depositados em contas bancárias, acções, fundos investimentos, etc., diga sim; caso contrário, diga não.


6º passo: Continuar a responder ao questionário.
- Se vive ou não numa habitação social; se sim, em qual?

- Se o beneficiário ou alguém do seu agregado familiar recebe subsídios públicos à habitação; se sim ou não.


7º passo: Continuar a responder ao questionário.




- Prestações Sociais ou pensões pagas por outras entidades (PT, EDP, GAL ENERGIA, EPAL,( ect).



- Bolsas anuais (em euros).


8º passo: Valor património mobiliário do agregado familiar em 31 de Dezembro de 2009 (valor da conta bancária, certificados de aforro, acções, ou outros activos financeiros).

E por fim, clique em “certifico que as declarações apresentadas correspondem à verdade e não omitem qualquer informação relevante”.





E depois é só imprimir.

Penso que tenha ajudado em alguma coisa. Se não, basta contactar os serviços da Segurança Social de Benfica ou outro e solicitar ajuda. 

Obrigado pela sua visita e volte sempre.

13 de outubro de 2010

Geotécnica aos Solos do Centro de Saúde


O Centro Saúde é para breve. Durante o dia de hoje uma equipa da empresa Geocontrole iniciou geotécnica aos solos onde vai construir o novo centro de saúde do Bairro da Boavista.





Com isto, quer dizer que em breve poderá iniciar às obras do centro que vão beneficiar toda a população do Bairro da Boavista. 

4 de outubro de 2010

Inauguração da Sala do "CAF"

Hoje foi inaugurada a sala “Componente de Apoio à Família” (CAF). Este serviço vai assegurar o tempo livre dos alunos. Em vez de andarem na rua, o CAF vai ocupar os alunos até às 18h30, com mais a tolerância de 30 minutos, tempo suficiente para os pais poderem ir buscar os filhos.


Mas o diálogo foi outro… Este ano, a escola Gonçalo Ribeiro Telles (Escola Básica nº 125) vai assegurar o serviço escolar das 15h30 às 17h30 com aulas de enriquecimento curricular aos 200 alunos do 1º ciclo. Os pais, todavia, não concordam com esta medida. Manifestaram a vontade de que os seus educandos frequentem Associação “Putos Traquinas - ATL” depois das 15h30. Trata-se de uma opção que não pode ser aceite já que a escola assegura o normal funcionamento das aulas. Os pais querem que o problema seja resolvido; queixam-se que a escola não consegue ter aos alunos em segurança. Na escola, os alunos estão fechados (nas salas de aulas), nos Putos Traquinas têm várias actividades como por exemplo: Natação, Dança, Patinagem, boxe, etc.…

O assunto é de difícil resolução e os pais dizem ir até às instâncias até que o problema seja resolvido.

Passeio com Almoço na zona de Almeirim (Sopa da Pedra)

Este fim-de-semana houve mais um excelente passeio organizado pela moradora Esperança Abreu. Desta vez, o destino era Santarém e Almeirim.


Às 8.00 horas em ponto, lá estavam a sair do Bairro da Boavista. Os novos membros deste grupo de passeios lá foram saudados com votos de boas vindas. A viagem foi animada desde o princípio, logo com cantorias que deram até à primeira paragem no Pôr-do-Sol para tomar um bom cafezinho quente e mais algumas coisinhas boas e doces. De seguida, foram dar umas voltinhas pela belíssima cidade de Santarém, mas o tempo não ajudou em nada: estava a chover! E, já agora, a chover estava quando se chegou a Almeirim. Aí havia muitos restaurantes e poucas ofertas de comércio tradicional.




Perto das 13 horas, o grupo chegou à Quinta da Feteira (Almeirim) onde foi recebido com muita alegria pelos empregados. O almoço começou pela famosa sopa da pedra, (mas também havia sopa de legumes), arroz de marisco, puré com carne de vitela, pudim e salada de frutas. A tarde foi dançante, com muitas brincadeiras entre os membros do grupo e com outros grupos que estavam por lá. Pelas 17.30 horas foi servido um excelente lanche que começou pelo caldo verde, passando à carne à chefe, ao ananás e ao arroz doce.




O grupo gostou muito do dia passado na Quinta Feteira, nomeadamente do à-vontade dos empregados perante o grupo. Trata-se, certamente, de uma experiência para repetir mais tarde. O grupo agradece aos colaboradores, mas em particular ao Sr. Nuno Patrício que decorou os pratos para a foto.