30 de dezembro de 2011

44 casas fechadas a tijolo


Na passada quarta-feira, 27 de Dezembro, os membros da Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista, andaram pelas ruas da Alvenaria (rua 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e rua 9) detectaram 44 casas fechadas a tijolo.

 A somar a estas existem umas quantas nos lotes, estima-se que exista cerca de 60 a 70 casas fechadas em todo Bairro da Boavista.

Verificou-se algumas destas casas estão boas para habitar, ficaram vagas porque as famílias mudaram-se por outras casas com tipologia maior ou menor.  


Obras nos lotes 11 ao 26... ECO-BAIRRO





Ontem, dia 28 de Dezembro, decorreu alguns trabalhos de aplicações que serão usadas nas futuras obras que vão abranger os lotes 11 ao 26 que serão da responsabilidade da GEBALIS`EM.

Todos sabemos que estes prédios nasceram “tortos” e nunca mais foram endireitados. Houve sempre pequenas reparações, mas não foram o suficiente para eliminar o caos que estes prédios atravessam, nomeadamente das humidades.

Foram aplicados 3 fórmulas, que iremos aqui explicá-las:

1º - Retiraram a tinta existente no prédio, depois será dado um salpico de cimento para ganhar aderência, de seguida será aplicada uma massa em cola cimento que permite sair os vapores e não deixa entrar a água, serão colocadas placas de cortiça, uma argamassa mistura de cortiça granulada a base de cal depois a fibra (rede para não esfacelar).

2º - Será aplicada uma massa em cola cimento que permite sair os vapores e não deixa entrar a água, serão colocadas placas de cortiça, uma argamassa mistura de cortiça granulada a base de cal depois a fibra (rede para não esfacelar).

3º Aplicação da argamassa com 2 centímetros de espessura, uma mistura de cortiça granulada a base de cal.

Em algumas partes dos lotes, que estão mais expostas às águas será aplicado uma solução noutras, como apanham mais sol ou tem o risco de entrar agua nomeadamente junto das janelas será outra.

Estas aplicações que foram ensaiadas ontem, será primeira vez a ser aplicado no Bairro Municipal/Social. Durante os próximos dias o Laboratório Nacional de Engenharia Civil ( LNEC ) irá avaliar estas aplicações. 

29 de dezembro de 2011

Cerimónia de assinatura de protocolos da Junta de Freguesia de Benfica


Foto de Alberto Hélder 

Ontem, 28 de Dezembro, no auditório Carlos Paredes foi realizado Cerimónia de assinatura de protocolos da Junta de Freguesia de Benfica alguns instituições da Freguesia.



A Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista foi também contemplada, não só a associação, os dois clubes existentes do Bairro, o Clube Social e Desportivo do Bairro da Boavista e Clube Desportivo Lisboa e Águias

20 de dezembro de 2011

HELENA ROSETA DESAFIA GOVERNO A TORNAR OBRIGATÓRIAS AS INSPEÇÕES ÀS CASAS

predio no bairro da boavista

Reabilitação Urbana
HELENA ROSETA DESAFIA GOVERNO A TORNAR OBRIGATÓRIAS AS INSPEÇÕES ÀS CASAS
SYP/ARA, Lusa, 20-12-2011
A vereadora de Habitação da Câmara de Lisboa, Helena Roseta, desafiou hoje o Governo a tornar obrigatória a inspeção periódica dos edifícios, à semelhança do que acontece com os automóveis.
Leia mais clique no título, veja AQUI a apresentação de Helena Roseta sobre Reabilitação Urbana e veja também AQUI a proposta do PVP - Programa de Valorização do Património Municipal
“Desafio o PSD e o Governo a tornar obrigatória a inspeção técnica dos edifícios, à semelhança do que acontece com os carros, para permitir a sua habitabilidade”, disse Helena Roseta, numa conferência sobre a reforma da Lei de Reabilitação Urbana, organizada pelo grupo parlamentar social-democrata.

A vereadora sugeriu que esta inspeção seja baseada na matriz das vistorias previstas no NRAU (Novo Regime do Arrendamento Urbano) elaborada pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

Helena Roseta apelou ainda a que fosse acrescentada à análise do risco sísmico dos prédios.

“Esta inspeção daria pontuação às casas, de péssimo a excelente, e essa informação surgiria como os dados energéticos dos eletrodomésticos. Um fogo em más condições baixava o seu valor de venda e isso regulava o mercado”, explicou a autarca.

Quanto aos custos desta operação, a também ex-bastonária da Ordem dos Arquitetos propôs que o valor das inspeções, que no caso do Novo Regime do Arrendamento Urbano ronda os 120 euros, fosse reduzido no Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI).

“É um benefício para todos se os prédios forem inspecionados. Cria trabalho para engenheiros, arquitetos e até podiam ser os privados a fazerem a inspeção, desde que devidamente certificados”.

Helena Roseta adiantou ainda que a Câmara espera avançar em 2012 com essa inspeção a cerca de 25.000 dos seus fogos.

Já no que diz respeito à revisão da Lei da Reabilitação Urbana, a vereadora elogiou que, “pela primeira vez, as pessoas com dificuldades motoras não precisem de autorização unânime do condomínio para fazer obras que melhorem a sua acessibilidade”.

Documentos

19 de dezembro de 2011

Maria Fátima Travassos (Miúda da Boavista) entrevista sobre a sua vida enquanto fadista



Enviado por em 14 de dezembro de 2011
"Fadista Maria de Fátima fala sobre sua juventude como uma celebridade infantil (" Miuda da Boavista ') e como fado ainda desempenha um papel importante na sua vida hoje ... " Dirigido por Felix Hildenbrand e van Yoko Reijsen. Canções destaque: "No Mistério das vielas" (V. Costa / M. da Conceição Piedade), "Miúda da Boavista" (. A. Ribeiro / trad), "Tive hum Coração Perdi-o" (A. Rodrigues / J. Fontes Rocha) filmado no Teatro Wesopa em Weesp, "Trago fado nn Sentidos" (A. Rodrigues / J. Fontes Rocha) filmado no Teatro De Roma em Antwerpen, "Velhos Amantes" (R. Lobato Faria / J. Brel) filmado em teatro Wesopa em Weesp. músicos: Daniel Raposo-Português guitarra, Aleix de Gispert-guitarra, Felix Hildenbrand-bass.Filmado por Yoko van Reijsen. Graças à Shosho, Bart Westerlaken, Jan-Willem Verbeek

18 de dezembro de 2011

Antonio Viana - Fadista, improvisa na apresentação do EVA no Bairro da Boavista





Enviado por em 17 de dezembro de 2011
António Viana, Fadista do Bairro da Boavista. 
fado improvisado Durante uma Apresentação Pública do Projeto Planta o Bairro. http://www.facebook.com/projetosermaiorhttp://www.artesideias.com/eva/

O Sr. Armindo Cardoso da Guia completou 90 anos




O Sr. Armindo Guia completou 90 anos na passada sexta-feira, 16 de Dezembro. A Farmácia da Boavista lembrou-se do seu aniversário e ofereceu-lhe um bolinho de noz acompanhado pelo bom vinho do Porto, onde brindou com os seus amigos farmacêuticos.

Conta o Dr. Melo, “ Sr. Armindo é um doente exemplar, vem todos os dias à farmácia, sempre à mesma hora colocar as gotas nos olhos. Não falha um dia!”. Este morador não é o habitante mais antigo no bairro, mas deve ser o morador com mais idade. Actualmente passa os dias pelo Bairro, mas trabalhou 33 anos na Câmara Municipal de Lisboa, 30 nos quais no Bairro da Boavista como varredor e lavador de ruas. Após entrar na aposentação andou a vender cautelas, esperemos ver o senhor Armindo por muitos mais anos.

Felicidades! 

Vitor Mesquita (com Barba) - Liga dos Últimos na RTP 1

14 de dezembro de 2011

Câmara tem 81 prédios devolutos para vender ou recuperar

Câmara tem 81 prédios devolutos para vender ou recuperar

por LusaHoje

A Câmara de Lisboa tem 81 edifícios municipais devolutos, num total de 322 fracções, disponíveis para venda ou reabilitação urbana, de acordo com um levantamento realizado no âmbito do Programa de Valorização do Património Habitacional Municipal hoje apresentado.
Um grupo de trabalho composto por vários serviços municipais elaborou um levantamento da situação e condições do património habitacional da autarquia da capital, reunindo numa "base de dados única toda a informação" sobre o património da Câmara, explicou hoje a vereadora da Habitação, Helena Roseta, na apresentação do Programa de Valorização do Património (PVP).
A lista dos edifícios do património disperso em mau e muito mau estado de conservação incluía, a 17 de novembro, 81 edifícios "totalmente devolutos", com 322 frações, "prontos a alienar", e 132 prédios, num total de 509 fogos "total ou parcialmente devolutos, com compromissos em validação". Estão ainda em análise mais 224 edifícios, com 1184 frações. Quanto às situações de estado de conservação bom ou razoável, a autarquia já analisou 215 edifícios "total ou parcialmente municipais e total ou parcialmente ocupados", com 461 frações, das quais 335 devolutas. Em análise estão 412 prédios, com 1916 fogos.
Quanto aos bairros municipais, a autarquia lisboeta prevê colocar em alienação no próximo ano 14 bairros, com um total de 3255 frações - Pedralvas e Boavista (Benfica), Horta Nova (Carnide), D. Leonor (São Domingos de Benfica), Jacinto (Alcântara), Grilo e Ourives (Beato), Alfinetes e Armador (Marvila), Alto do Lumiar, Cruz Vermelha e Telheiras Sul (Lumiar), Casalinho da Ajuda (Ajuda) e Alto Pina (Alto Pina). Segundo Helena Roseta, a média de aquisição dos fogos comprados por moradores dos bairros municipais ronda os 8 por cento do total das frações colocadas para alienação, mas, dada a atual crise, a expetativa da Câmara de Lisboa para o próximo ano é de seis por cento.
Em anos posteriores, a autarquia prevê alienar 35 bairros, com 13684 fogos. Após este levantamento, a Câmara deverá definir que prédios se destinam a que modalidades do PVP, entre as quais os programas de renda convencionada, de reabilitação urbana ou de venda direta a jovens. "Sozinha, a Câmara de Lisboa não resolve os problemas do mercado de habitação da cidade, mas como proprietária de tantos fogos, pode contribuir para dinamizar" o setor, defendeu a vereadora. Na apresentação, Helena Roseta anunciou ainda outras medidas, entre as quais a inspeção técnica do edifício (ITE), que o vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, pretende tornar obrigatória de oito em oito anos. A verificação do estado de conservação dos edifícios deve arrancar já no próximo ano, incluindo a avaliação da resistência antissísmica, em articulação com o Instituto Superior Técnico e o Laboratório Nacional de Engenharia Civil.
O pelouro da Habitação vai lançar o sítio na internet "Re-Habitar Lisboa", onde serão colocadas as casas para venda ou arrendamento. A Câmara de Lisboa vai também apresentar em breve o Fundo Municipal de Urbanização, que funcionará como um "mecanismo de consignação da receita" nos orçamentos municipais, permitindo que as receitas resultantes da venda de património sejam "necessariamente aplicadas outra vez em património", explicou Helena Roseta.

CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO PODE FUNCIONAR JÁ EM JANEIRO


CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO PODE FUNCIONAR JÁ EM JANEIRO
Joana Haderer, LUSA, 14-12-2011
Moradores de bairros municipais, autarcas e parceiros sociais ligados à habitação em Lisboa vão passar a colaborar no âmbito do Conselho Municipal de Habitação, que deverá ser constituído já em Janeiro, disse à Lusa a vereadora Helena Roseta.
Leia mais clique no título
A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou na terça-feira, (proposta em consultaAQUI) apenas com a abstenção do Partido da Terra (MPT), a criação do Conselho Municipal de Habitação, um organismo que pretende incentivar a “participação e comunicação” dos munícipes e associações ligadas ao sector.


“Os interessados nas políticas de habitação, como os bairros municipais, associações de construtores, de proprietários, de inquilinos, de mediadores, de promotores, podem agora fazer parte de um órgão que é ouvido sistematicamente sobre a política de habitação da Câmara de Lisboa e na cidade”, defendeu, em declarações à Lusa, a vereadora da Habitação do município lisboeta.


O conselho funcionará como “um órgão consultivo” sobre as políticas relativas à habitação, mas poderá também fazer propostas e sugestões à Câmara de Lisboa.


Segundo a proposta da vereadora Helena Roseta, o Conselho Municipal de Habitação deverá promover a realização de debates e a participação das comunidades locais e das populações “em iniciativas tendentes a resolver os respectivos problemas habitacionais e a emissão de recomendações sobre projectos, iniciativas e políticas de habitação para a cidade que lhe sejam submetidas”.


A realização de um Fórum Municipal de Habitação poderá ser uma dessas propostas, refere a autarquia lisboeta.


O Conselho Municipal de Habitação pretende ainda funcionar como “um espaço privilegiado de troca de informação entre todos os agentes do sector da habitação, incluindo representantes do inquilinato municipal, que representa cerca de um quinto da população lisboeta”.


Helena Roseta apontou que, em Lisboa, há “problemas gravíssimos” neste sector: “Não há casas para arrendar, mas há milhares de casas vazias”, disse, defendendo que “é altura de juntar todos os interessados”.


As políticas de habitação não são exclusivo da Câmara de Lisboa, lembrou a vereadora, que salientou que a nova lei de arrendamento será obrigatoriamente um assunto em debate, porque “vai afectar a cidade”


Sobre a constituição do Conselho Municipal de Habitação, Helena Roseta afirmou que todos os participantes deste organismo já estão alertados sobre a aprovação da medida, manifestando-se confiante que em Janeiro poderá realizar-se a primeira reunião.

Aqui não existem buracos, só Crateras!




A rua F está considerada, a rua com mais buracos no Bairro da Boavista, está neste caos há vários anos.

 Até ao momento, o que se fez nesta rua foi feito pelos moradores. Uns meteram pedras, outros foram colocados granito, até cimento. Mas não é solução! Uma das visitas de um vereador (não responsável por este assunto) dizia: " Aqui não há buracos, são crateras, porque buracos só no Iraque". 





Perguntamos, onde andam os serviços camarários?  Até quando, que estes moradores tem que viver com buracos há porta da sua casa?

13 de dezembro de 2011

Farmácia do Bairro da Boavista já está ONLINE


Prestando serviço à população do Bairro da Boavista há mais de 20 anos, a Farmácia da Boavista acaba de criar mais um canal de comunicação com os seus utentes.


Este BLOG, reforça a já sólida ligação entre a Farmácia, o Bairro e as suas Gentes. Para além dos cuidados de saúde prestados, a Farmácia tem dedicado ao longo de todos estes anos um inestimável apoio social a todos quantos têm usufruído dos seus serviços.

Ao balcão da Farmácia a população dispõe dos conhecimentos profissionais de 5(cinco) LICENCIADOS EM FARMÁCIA pela UNIVERSIDADE DE LISBOA. Este facto é sem dúvida uma segurança técnico-científica que confirma a importância dada ao exercício da profissão e aos seus objectivos éticos.
O BAIRRO da BOAVISTA está assim servido por uma verdadeira FARMÁCIA e não por uma loja de venda de medicamentos.

2ª Reunião da Comissão Executiva do GABIP do Bairro da Boavista



Hoje, 13 de Dezembro decorreu a 2ª reunião da Comissão Executiva do GABIP - Bairro da Boavista na sede da Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista. Estiveram presentes na reunião 26 membros dos mais diversos serviços camarários (incluindo Gebalis e Epul).  Também marcou presença alguns membros da ARMABB - Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista, senhora Presidente da Junta Freguesia de Benfica, Dra. Inês Drummnd. 



Esta reunião foi para fazer uma actualização do projecto ECO - BAIRRO para depois ser apresentado à CCDR. Inicialmente este projecto era de 13 operações, a proposta foi reduzir às operações. Na mesa foi a hipótese de reduzir para metade da verba, para que essa metade seja para arranjar alguns lotes que estão danificados, principalmente nas cobertura.

Após terminar a reunião a vereadora, na companhia dos membros da ARMABB e da Presidente da Junta foram visitar as futuras instalações do Clube "SOCIAL" e a Farmácia da Boavista. 

12 de dezembro de 2011

Inauguração da exposição “Urban Sketchers em Benfica”

Inauguração da exposição “Urban Sketchers em Benfica”

O colectivo Urban Sketchers esteve em Benfica para um passeio memorável pela Freguesia. O resultado do trabalho desenvolvido pelos desenhadores nos seus Diários Gráficos está patente na exposição “Urban Sketchers em Benfica – Viajar pelo Bairro com um Caderno“.
A exposição, com entrada gratuita, estará aberta ao público até 13 de Janeiro de 2012 (de 3ª a 6ª, entre as 14:00 e as 19:00).
A inauguração da exposição será no próximo dia 15 de Dezembro, no espaço Post, onde também está marcado o lançamento do livro que acompanha o projecto. A edição inclui uma seleção do trabalho dos 22 autores convidados para virem a Benfica.
15 dez 2011 | 21:00 | Cooperativa Post – Av.Gomes Pereira, 11 armazém 10 (antiga Fábrica Simões)

7 de dezembro de 2011

O Natal chegou mais cedo para ARMABB



Hoje, nas instalações da Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista (ARMABB) recebemos um computador.

Este presente antecipado surge no pedido que fizemos ao Dr. Pedro Calado, director do Programa Escolhas através do facebook. Em menos 24 horas o pedido foi aceite e vai ser muito útil para ARMABB.

Agradecemos publicamente ao Dr. Pedro Calado!

5 de dezembro de 2011

O Projecto Ser Maior visita o ZOO de LISBOA


Ola eu sou o Miguel tenho 14 anos eu vou escrever um texto sobre o zoo.
Sabado dia 3 de Dezembro fomos ao jardim zoologico com a Ines ,Ricardo e os meus amigos do Ser Maior.
Nos no jardim zoologico fomos ver o espetaculo das focas e dos golfinhos nos no zoo vimos muintos animais desconhecidos. O que eu gostei mais foi do Pai Natal, de dar comida aos passaros e andar de teleferico.
Nos fomos almoçar e depois apareçeu um pavao e demos de comer mas ele vinha boscar o comer a nossa mao. Eu ainda vi um bocado do espetaculo das aves. Deram la muintas cosas carteiras,comer para bebe,polseiras,coisas para aquecer as orelhas.
Quando eu fui ao Pai Natal, fui la falar com ele e ele disse assim o que queres para o natal e eu respondi qualquer coisa e o pai natal disse um caixote do lixo serve eu disse nao.
Dei comida as girafas mas quando eu dava a comida eu dava uma vestinha na lingua dela, a lingua da girafa era aspera e tipo a nossa lingua so que, mas as lingua da girafa esticavam-se muinto.
Eu vi a pantera preta era munto linda era parecida a mim quem me dera ter um leao em minha casa. Fim
Miguel – 14 anos

No dia 3 de dezembro, fomos ao jardim zoológico com o projeto ser maior com os meus amgos. Vou mos lá ver os animais, fazer atividades e passear.
Nós também fomos ver a chegada do pai Natal, o pai Natal deu nos revistas, carteiras, jogopiques e muitas das outras coisas. Vi muitos animais como os camelos, leões, elefantes,cobras… e outros animais. Fui andar no teleférico e demos a volta toda ao jardim zoológico. Demos folhas às girafas. As girafas tinham a lingua muito grande e ouve uma parte que dei uma chapada na lingua da girafa. Eu e o Ricardo fomos almoçar ao mcdonalds e ao lado do mcdonalds havia crocodilos, vi um actor. Quando eu lá estava a comer apareceu um pavão e dei lhe comida e ele comeu. Depois vi uma árvore de Natal e tava muito bonita com uns grandes efeitos , eu e os meus colegas tiramos fotos lá ao pé da árvore de Natal. E foi assim que a visita foi boa Fim.
Rúben – 12 anos

No dia 3 de dezembro de 2011 o grupo do Ser Maior (técnicos e amigos) foram a uma visita de estudo ao jardim zoológico fazer uma atividade chamada ” A Chegada do Pai Natal”.
Estava lá o pai natal que nos deu muitas prendas tais como: revistas, cartolas, carteiras, papas de bebe, uma mascara do chocapic, uma pequena embalagem de chocapic, nestum ( flocos de cereais ) etc…
Numa parte da visita fomos ver o espetaculo dos leoes marinhos e dos golfinhos, havia la um golfinho que ja tinha 37 anos. Tambem havia la uma pequena casa do pai natal, onde nós nos podiamos sentar ao colo do pai natal e ele perguntava-vos o que e que nos queriamos para o natal, e tambem para tirar-mos fotos com ele.
Mesmo ao lado havia uma arvore de natal que eramos nos que a tinhamos de enfeitar, havia la uma mesinha para fazer sinos, estrelas, bolas etc. para nos enfeitar-mos a arvore de natal. Almoçamos num parque e estava la um pavao e nos de-mos comer.
Vimos muitos animais tais como: leoes, pavoes, passaros, leoes-marinhos, golfinhos, zebras, camelos, elefantes, girafas, macacos, lemos etc… No fim fomos andar de teleferico, demos a volta inteira ao jardim zoologico.
O Victor, a Alicia, a Solange etc… estavam cheinhos de medo de estar la em cima, pois era muito alto. Eu e o Miguel Lopes so estavamos a dizer que ia-mos cair em cima dos leoes. Foi uma visita muito engraçada, gostei muito, gostaria de para o ano, no natal, que voltaremos la outra vez. FIM !!!!

Núria .- 10 anos