31 de agosto de 2012

Informação actualizada sobre a Unidade Saúde e Familiar Bairro da Boavista



Caros Moradores!

Recentemente, os meios da comunicação social estiveram no Bairro da Boavista, para realizarem reportagens sobre o atual estado da Unidade de Saúde e Familiar.  

O impacto foi o suficiente que logo no dia a seguir houve a informação que iriam instalar os contadores (AGUA E LUZ) na quinta-feira, dia 30 de Agosto.

Hoje passamos por lá e confirmamos com os nossos próprios olhos, que já estão instalados os contadores e mais, segunda-feira pelas 10h00 da manhã teremos uma reunião com ARSLVT, Junta Freguesia de Benfica. O objetivo desta reunião é o agendamento da abertura da Unidade Saúde e Familiar do Bairro da Boavista.

E assim, JUNTOS teremos mais FORÇA!

A JF-Benfica Procedeu a trabalhos de Pintura nas Passadeiras do Bairro



Durante a madrugada de hoje, dia 31 de Agosto, a Junta Freguesia de Benfica procedeu a trabalhos de pintura de 4  passadeiras nas entradas do Bairro da Boavista.
Fomos informados pelos serviços, que a equipe irá continuar a fazer melhoramentos em outras passadeiras no Bairro.

Isto acontece porque, de acordo com a informação veiculada pelo website da Junta de Freguesia de Benfica, ao abrigo do novo Protocolo de Delegação de Competências da Câmara Municipal de Lisboa, a conservação e reparação de sinalização horizontal passou a ser da responsabilidade da Junta de Freguesia.

30 de agosto de 2012

Feira do Bairro da Boavista, Um SONHO ADIADO, Por Agora!



Ontem, dia 29 de Agosto, houve uma sessão de esclarecimento sobre o regresso da FEIRA ao Bairro da Boavista.

Foi uma promessa de campanha eleitoral da candidata do Partido Socialista, hoje é a atual presidente da Junta Freguesia de Benfica – Inês Drummond , voltar ter a feira volante, uma vontade da da população do Bairro da Boavista. Os anos passaram, e agora chegou oportunidade de criá-la. Foi possível apresentar uma lista de projectos ao QREN, um deles, foi aprovado o valor 10 mil euros (com o apoio de 65% do FEDER) para ser desenvolvido projecto da Feira, entre Janeiro a Junho de 2013.

Na sede da Associação Moradores do Bairro da Boavista foi realizada uma sessão de esclarecimento com os vendedores ambulantes. A ideia era criar a feira 1 vez por mês ou 15 em 15 dias, ou no Sabado ou Domingo. Qualquer vendedor tem que estar coletado e com todas as licenças em dia, afirmou a presidente de Junta.
Os vendedores ambulantes presentes, não concordaram com esta proposta, fazendo outra, realizar a feira, de terça a sábado ou domingo. Porque o valor que depois é exigido pelo espaço eles não conseguem pagar em poucos dias.

Ficou assim, adiada a proposta da feira, o Arq. Jorge Subtil, responsável pelo acompanhamento dos projetos do QREN no Bairro e Diretor do Departamento de Politica da Habitação e Desenvolvimento Social, levou esta proposta a Sra Vereadora da Habitação, Arq. Helena Roseta.

Casas mais baratas para vítimas de violência doméstica

Casas mais baratas para vítimas de violência

Foi solicitado pela Comissão Social de Freguesia Benfica a divulgação da seguinte noticia: 

Por Sónia Cerdeira com Luís Claro, publicado em 29 Ago 2012 - 12:03 
Câmaras municipais vão passar a disponibilizar habitações sociais. O acordo é assinado hoje
As vítimas de violência doméstica vão ter acesso prioritário a habitações de baixo custo atribuídas pelos municípios. O governo e a Associação Nacional de Municípios (ANMP) assinam hoje um protocolo para criar uma rede de câmaras solidárias com as vítimas de violência doméstica.
“O que vamos fazer é incluir nas prioridades a violência doméstica. Temos um conjunto de prioridades e esta passará a ser uma delas”, afirma ao i o secretário-geral da ANMP, Artur Trindade. “Foram os municípios que criaram a habitação social há 20 anos e, por isso, a vontade política é colaborar também nesta área”, remata.
Contudo, não vai haver um número “obrigatório” de fogos disponíveis para este efeito. Em resposta a perguntas enviadas pelo i, a Secretaria de Estado da Igualdade afirma que “o número de fogos disponibilizado é decidido por cada município em função da sua capacidade”. O valor das habitações também será definido pelas autarquias “de acordo com os seus critérios”, reconhece a mesma fonte oficial.
A procura de habitação junto dos municípios caberá às equipas técnicas das Casas de Abrigo, que vão apoiar as vítimas no processo de autonomização, após a saída dessas instituições.
Para o secretário-geral da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), João Lázaro, “esta solução é claramente uma boa notícia”. “Uma das dificuldades das vítimas é criar um projecto alternativo e a questão da habitação é essencial”, afirma ao i.
João Lázaro defende que a crise que o país está a atravessar torna ainda mais necessário apoiar as vítimas e revela que nas casas-abrigo que acolhem algumas mulheres agredidas é “cada vez maior o tempo de permanência”.
Lázaro alerta ainda que é preciso ter soluções imediatas. “Logo após a agressão, é necessário existir um acolhimento de urgência”, considera.
Este protocolo assinado entre governo e municípios irá pôr em prática medidas que constam do IV Plano Nacional Contra a Violência Doméstica, com data de 2010, que previa a “promoção de medidas que facilitem o acesso à habitação a vítimas de violência doméstica, no âmbito da atribuição de fogos de habitação social”.
Actualmente há quase uma centena de pessoas com pulseira electrónica, com o objectivo de impedir o contacto entre o agressor e o agredido. A violência doméstica está entre os crimes mais participados em 2011. De acordo com o relatório de Segurança Interna, foram registados pelas forças de segurança quase 29 mil crimes.
Porto, Lisboa e Setúbal foram os distritos onde se registaram mais agressões. A nível nacional, o número de mortes por violência doméstica, nos últimos cinco anos, já ultrapassou os 170 casos e, em média, a APAV recebe por dia 19 denúncias.

CURSOS NA ÁREA DA ENERGIA -SISTEMA DE APRENDIZAGEM - Nível IV - GRATUITO-


Ontem, 29 de Agosto, Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista, recebeu um e-mail da entidade  CIFOTIE (centro de formação), a informar a existência de vários cursos na área da Energia.

Sobre o Centro de Estudo CIFOTIE:

Desde o início da nossa actividade (1999) já formamos centenas de jovens Técnicos Electricistas e Técnicos Mecatrónica Automóvel, elevando o seu nível de escolaridade e possibilitando-lhes concluir o 12º ano.  Estão abertas as Pré-Inscriçõesem horário LABORALpara Cursos na Área da Energia e Electricidade, DUPLA CERTIFICAÇÃO -Certificação Escolar - Atribuição do 12º Ano e Certificação Profissional de Nível 4possibilidade de prosseguimento de estudos e acesso qualificado ao mercado de trabalho.

Sobre os Cursos:

Estes cursos de formação decorrem em sala de formação e num posto de trabalho (estágio), o que garante elevados níveis de empregabilidade no final da formação. Assim, em meados Setembro, prevemos, pois, começar os seguintes cursos:

Técnicos Instaladores de Sistemas Solares Fotovoltaicos3275 horas ( duração cerca 2,5 anos) 
Técnicos Instaladores de Sistemas Solares Térmicos: 3275 horas ( duração cerca 2,5 anos) 
Técnicos de Instalações Eléctricas: 3275 horas ( duração cerca 2,5 anos) 
 Técnicos de Electrotecnia: 3275 horas ( duração cerca 2,5 anos) 
 Técnicos de Refrigeração e Climatização: 3675 horas ( duração cerca 2,5 anos) 

Destinam-se a jovens com:
* Idade inferior a 25 anos.
-*9º ano completo ou equivalente.

Os Formandos terão os seguintes  APOIOS: * 41,92€/mês - Bolsa de Profissionalização (Mensal)-  depende da Assiduidade mensal.
* 93,93€ - Subsidio de Alimentação 4,27€(por dia) x 22 dias úteis de formação - depende da Assiduidade mensal.
* Subsídio de Transporte  mensal, em Transporte Público: entrega de recibo de transporte público - depende da Assiduidade mensal.
* Bolsa para material de estudo, por período de formação (valor a calcular com base no escalão do abono de familia).
Possibilidade ainda de: 
*Subsidio de Alojamento; Refeição Complementar.
*Despesas de Acolhimento (para quem tem a crianças ou adultos dependentes a seu cargo).

Contactos:

Para o efeito poderão contactar o 213570448 - Dra. Fátima Gordo - das 9h30 às 12h30 - ou dirigirem-se à Rua Diogo do Couto, nº 1 - 1º Direito - Lisboa - Metro de Sta. Apolónia.


27 de agosto de 2012

Unidade de Saúde e Familiar do Bairro da Boavista - Carta Aberta aos Orgãos da Comunicação Social



Carta Aberta aos Orgãos da Comunicação Social 
Presidente da Câmara Municipal de Lisboa - Dr. António Costa 
Presidente da ARSLVT - Dr. Luis Pisco 
Ministro da Saúde - Dr. Paulo Macedo 
Presidente da Junta Freguesia de Benfica - Dr. Inês Drummond


A Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista vem por este meio denunciar o facto de existir uma Unidade de Saúde e Familiar, (obras concluídas desde Fevereiro 2012 com um orçamento de cerca de 800 mil euros), que ainda se encontra encerrada, sabendo nós a importância que tem abertura da mesma unidade para toda população do Bairro da Boavista. Após várias diligências feitas para a Câmara Municipal de Lisboa e Ministério da Saúde (incluído ARSLVT), ambas não sabem dizer para quando abertura da Unidade Saúde Familiar, o edifício destinado para a Unidade está a ficar destruído neste tempo de espera até à inauguração cuja data todos desconhecemos.

Nós, Associação Moradores, vimos por este meio denunciar o facto e questionar que será que estão à espera do ano que vem (2013) porque há eleições? 

Presidente da ARMABB
Gilda Caldeira

23 de agosto de 2012

Participe nos Inquéritos à População



Boa Tarde!

Mesmo estando em Agosto, tempo de praia e de férias,  o trabalho da equipa do BIP ZIP do Bairro da Boavista continua..

Estamos neste momento a realizar inquéritos de levantamentos de necessidades, opiniões, capacidades com vista à participação no Centro Comunitário que vamos criar brevemente. Já foram concluídos 100 inquéritos (estes inquéritos não são obrigatórios, mas serão úteis para os novos serviços por si sugeridos)..

Se é morador do Bairro da Boavista com mais 18 anos, queremos saber a sua opinião e as suas capacidades. Queremos cerca de 15 minutos do seu tempo, dirija-se há sede da Associação Moradores do Bairro da Boavista, todos os dias uteis, entre às 10h00 até 17h00.

Esperemos por SI!!!

13 de agosto de 2012

A População do Bairro da Boavista está Preocupada



A Farmácia do Bairro da Boavista está a passar uma grave situação económica. Foi-nos enviada a cópia de uma carta dirigida ao Sr. Ministro da Saúde, da qual respigamos a parte que diz respeito ao nosso Bairro:


No caso da minha Farmácia, venho desde há anos suportando o desmantelamento do sistema de cedência de medicamentos. Entidades para o efeito Licenciadas que apenas têm fins lucrativos, não podem, porque não foram criadas para tal, ter o objectivo de fomentar e servir a saúde pública. A Farmácia da Boavista é mesmo uma Farmácia e não uma loja onde também se
vendem  medicamentos  e  os  seus  utentes  servem-se  dela  como  o  local  de  apoio competente e próximo  para  os orientar e ajudar a resolver  os seus problemas de saúde. Vegetando, no meio da selva  em  que  se  está  transformando  a  venda  de medicamentos, ficámos muito esperançados de que a abertura da nova U.S.F. do Bairro
da Boavista,  viria certamente possibilitar-nos uma existência mais desafogada. Mas já passou meio ano sobre a sua conclusão. A população tem esperado ansiosamente a sua abertura, mas começa já, muito compreensivamente, mostrando o seu desencanto. Dia a dia, embora vigiada por funcionários de uma empresa privada contratada
para o efeito, nota-se , lamentavelmente, a depredação das suas instalações. A selva de ervas e arbustos que já envolvem o edifício e a deterioração e destruição dos adornos (muitos já partidos) que colocaram para enfeites exteriores, criam da parte das pessoas uma relutância crítica, por vezes jocosa, da forma como os responsáveis respeitam os dinheiros públicos. Tudo isto vem a propósito da necessidade, a todos os títulos, de inaugurar e colocar em funcionamento a U.S. F. revejam o historial do Bairro, quando a C.M.L. deixou durante tempos infindos os espaços comerciais por distribuir?!... A Farmácia, há mais de 20 anos ao serviço da população, bem como todo o pessoal que nela trabalha tem sido sempre acarinhada por todos!... Pelo povo corre o “boato” (será verdade?), que o problema não se resolve em virtude do mau relacionamento entre a EDP, a EPAL, a CML e a ARSLVT.
Perdoe-me Senhor Ministro a singeleza das minhas palavras mas acredite nas sinceridades que elas contêm.
Creio ter contribuído com a minha achega para o colocar perante um “Pequeno” “Grande “ problema que tenho certeza V.Ex.cia resolverá com um só gesto.


A ARMABB – Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista está preocupada e solicitou mais informações há equipa técnica. O Dr. António Melo, técnico responsável, transmitiu o seguinte, “neste momento está difícil manter a porta aberta, e já comecei a despedir os meus funcionários, já com 10 anos de casa. Aqui as pessoas vêm não só comprar medicamentos, mas também receber apoio social e atenção”, tirar duvidas e pedir conselhos, que lhe são fornecidos por pessoas qualificadas, com nível conhecimentos universitários.


Os moradores do Bairro da Boavista, os principais conhecedores da situação, estão muito preocupados com este problema. E Associação Moradores, receia a reacção negativa por parte da População, até porque, aguarda há 6 meses, abertura da nova unidade de Saúde e Familiar do Bairro da Boavista. Se esta, já estivesse aberta, resolveria os problemas de SAUDE do Bairro, garantiria a VIABILIDADE da Farmácia.

A manter-se esta situação, a população está decidida, durante o mês de Setembro, fazer duas manifestações de desagrado, uma na Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e outra Ministério da Saúde. Irá associar-se a estas duas manifestações a presidente da Junta Freguesia de Benfica, Drª Inês Drummond, Associação Moradores do Bairro da Boavista e Farmacêutico, Drº António Melo

Já chega de GOZO e DESPREZO!


6 de agosto de 2012

Acesso gratuito há Internet na Associação Moradores



Inicia-se amanha, dia 7 de Agosto, o acesso há internet gratuito, estarão disponíveis 4 computadores para a população utilizar, fazer trabalhos escolares, procura de emprego, solicitar documentação no sites das Finanças e Segurança Social. Recordamos que estes 4 computadores foram ganhos numa proposta para criação de um CDRI - Centro Digital e Recolha de Informação, no Orçamento Participativo de Benfica - 2012, ficando em primeiro lugar com 172 votos.

O acesso ao CDRI terá disponível 4 horas por dia, de segunda a sexta - feira, na Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista. Futuramente haverá formação para ensinar a população a mexer destes computadores.

 Neste momento, os acessos as redes sociais (Facebook, Youtube, Hi5, e outros) não estão disponíveis. A impressão qualquer tipo de trabalho, será comprado os consumíveis para conseguir pagar o tinteiro e papel.

Mais um serviço que estará ao serviço da população do Bairro da Boavista!