28 de janeiro de 2010

Turma já teve sete professores este ano


O segundo período ainda agora começou, mas 22 alunos da EB 1 Arquitecto Ribeiro Telles, em Benfica, Lisboa, já tiveram sete professores. Por estar num bairro desfavorecido, a escola faz parte de um programa do governo para combater o insucesso, mas os professores contratados desistem ao fim de um mês.


A docente da turma do 4º ano foi mãe pouco depois do início das aulas e os professores que se seguiram ficaram por pouco tempo. Pais e educadores temem, por isso, que os filhos estejam mal preparados para passar ao segundo ciclo de ensino.


A escola contratou três professores substitutos que ficaram à experiência durante um mês, mas acabaram por desistir.

«Os miúdos portam-se mal, subiam à parede e queriam andar à porrada com a professora», explica Sinara, uma das alunas do 4º ano afectada.
«Na turma estão três ou quatro alunos, juntam-se e tratam mal as professoras (...) e elas vão-se embora, porque não estão para aguentar», acrescenta Delfina, avó de outra aluna.

No bairro social da Boavista a escola podia ser um factor de estabilidade, mas com tantas mudanças de professores é difícil manter a rotina.


«Os alunos terem trocar de professores não lhes conseguem manter o respeito, hoje conhecem uma, amanhã outra e isto para eles é uma brincadeira, nem conseguem levar a escola a sério», desabafa Vera Martins, mãe de uma aluna.


A escola tem autonomia para contratar os professores mais indicados à função e ao meio, mas ambas as partes podem rescindir contrato no prazo de um mês. Entre tantas trocas quem sai prejudicado são os alunos.
Noticia de: WWW.TVI24.PT

26 de janeiro de 2010

Rastreio Auditivo



Esta Terça-feira, 26 de Janeiro, a Junta de Freguesia de Benfica em colaboração com a "Clínica de Audição" oferecem gratuitamente rastreios auditivos aos moradores do Bairro da Boavista.



Esta actividade decorre no Centro Social e Polivalente do Bairro da Boavista, nos espaços da Delegação da Junta, no 1º andar e pode ser feita até às 17 horas do dia de hoje (26 de Janeiro).



Quem quiser, pode fazê-lo. É simples e rápido: cerca de 5 minutos!…



Eu já o fiz, aparece!

19 de janeiro de 2010

Requalificação dos Parques Infantis


Encontram-se actualmente a decorrer as obras de melhoramentos dos dois Parques Infantis nos “Jardins da Pedra”, no bairro da Boavista, nomeadamente na Praça das traseiras do Gabinete da Gebalis no Bairro da Boavista e na Praça traseira da 43ª Esquadra da Policia Segurança Pública.
Hoje, foram colocadas as camadas de betão para assentamento do futuro equipamento e o pavimento contínuo de borracha, conforme a legislação em vigor.

Os responsáveis das obras vão tentar acelerar todos os trabalhos a realizar nestes parques infantis, para que fiquem prontos dentro de 1 semana a 15 dias.
Esta iniciativa foi da Gebalis com articulação a Câmara Municipal de Lisboa e o valor orçamentado para os dois Parques é na ordem dos 90 mil euros.

Este blogue já tinha alertado a Câmara Municipal, no passado mês de Julho de 2009, que alguns moradores levam diariamente os seus cães a urinar e defecar nos passeios e nos parques infantis.

NOTA: Segundo Administração da Gebalis, através do Dr. Sérgio Cintra, o que importa é que as crianças ficam com melhores condições e estes espaços cumpram a legislação em vigor. Quando a obra acabar, importa que TODOS ajudem a preservar estes espaços.

17 de janeiro de 2010

Os Águias com Novas Instalações


Um dos três edifícios mais antigos do Bairro da Boavista tem os seus dias contados. Trata-se da actual sede do Clube Desportivo Lisboa e Águias (Águias).

É um edifício com história, este em que, nos anos 40, funcionava a Escola dos Rapazes. Desde 1975, após o 25 de Abril, e até à data, aí tem vindo funcionar a sede do Clube Desportivo Lisboa e Águias (o “Águias”).

Durante 29 anos, a Câmara Municipal de Lisboa (CML) tinha vindo a instar os dois clubes existentes no Bairro (o “Águias” e o “Social”), de modo a tentar chegar à fusão de ambos numa nova realidade. Devido a vários problemas, esta fusão nunca se concretizou. Entretanto, tendo-se “fartado” deste assunto, a Câmara cedeu novas instalações aos clubes: o Campo de “Futebol de 11” ao “Águias”, e o Pavilhão Municipal ao “Clube Social e Desportivo do Bairro da Boavista”. Até ao momento, não houve acordos entres estas duas entidades.

Em Março de 2009, a CML começou a fazer obras no campo de “Futebol de 11”, devidos aos actos de vandalismo que este tinha sofrido durante vários meses, e que tinham causado prejuízos elevados para a CML. Já em Agosto de 2009, a Câmara cedeu estas instalações ao Clube Desportivo Lisboa e Águias, incluindo água e luz gratuitas. No dia 30 de Janeiro, Sábado, as velhas instalações serão encerradas de vez, e no dia 31, Domingo, pelas 16 horas, serão inauguradas as novas instalações.

13 de janeiro de 2010

NOVAS FUNCIONALIDADES NO BLOG


O Blogue do Bairro da Boavista – Lisboa, juntamente com a Read Speaker, coloca ao dispor dos seus visitantes um novo sistema de leitura de textos, possibilitando àqueles com maiores dificuldades de leitura ou com deficiências visuais seguir atentamente o que se passa no bairro através do blogue.

Através de um clique em OUVIR, puderão ouvir as informações disponíveis no blogue.

11 de janeiro de 2010

PSP iniciou acções de sensibilização para condutores infractores




PSP iniciou acções de sensibilização

para condutores infractores


A 43ª Esquadra da PSP no Bairro da Boavista está a tentar desenvolver desde a última semana e até dia 21 de Janeiro, acções de sensibilização juntos dos condutores e viaturas estacionadas nas principais ruas do bairro ( Rainha D.ª Maria I, Rainha D.ª Brites e a rua do Azevinho), com a finalidade de evitar o estacionamento indevido.


Tem se vindo a verificar um estacionamento abusivo nestas ruas, o que resulta num prejuízo para moradores e profissionais que usam estes locais.


O objectivo da PSP é proporcionar um aumento de qualidade e assegurar que os direitos de todos os cidadãos são respeitados.

8 de janeiro de 2010

Acção Solidária


Acção Solidária

Decorreu no dia 18 de Dezembro de 2009, pelas 14H00, nas Instalações da PSP do Bairro da Boavista, a entrega de uma cadeira de rodas com motor e um cabaz de compras, oferecidos pelos Funcionários da Agência Portuguesa de Ambiente, ao Sr. Manuel Alípio Trindade Neves, residente no Bairro da Boavista.


Esta oferta veio em muito ajudar, na sua vida diária, no trajecto que habitualmente percorre entre o Bairro da Boavista e o Bairro do Zambujal

7 de janeiro de 2010

Cantar as Janeiras aos Nossos Amigos


Cantar as Janeiras
aos Nossos Amigos


Os meninos do Centro de Acolhimento Infantil (C.A.I.) do Bairro da Boavista saíram à rua para comemorar o dia dos Reis. Antes, porém, apresentaram uma peça teatral a explicar o porquê o dia dos Reis.

Eles saíram para à rua, cantado as Janeiras a quem passava pela rua. Mais uma vez, os comerciantes e as demais instituições do Bairro não foram esquecidas. Aos comerciantes e às instituições, eles ofereciam um anjinho, e eram agraciados de diversas maneiras, com gomas, fruta, rebuçados, beijos e moedinhas para comprar brinquedos.

Foi com esta forma gira e divertida que os meninos do C.A.I comemoram os Reis.

No próximo dia 9 de Janeiro, pelas 14H30, será a vez das crianças e jovens da catequese cantarem as Janeiras pelas ruas do Bairro da Boavista.

5 de janeiro de 2010

Candidaturas aos Acordos de Cooperação e Parceria 2010


Candidaturas aos Acordos de
Cooperação e Parceria 2010


Informam-se todas as Entidades que se encontra aberto até 15 de Janeiro de 2010, um novo período para a recepção de candidaturas das instituições que desenvolvem o seu trabalho nos bairros geridos pela GEBALIS, aos Acordos de Cooperação e Parceria 2010.


Este programa, promovido pela GEBALIS, integra-se numa estratégia de intervenção social assente na rede de instituições localizadas nos bairros, na sua experiência e conhecimento dos mesmos.


Este investimento, no desenvolvimento social dos bairros municipais, é complementar à acção directa da empresa junto das populações residentes.


Em 2009 foram aprovados 100 projectos, dinamizados por 59 instituições, que envolveram 24 400 pessoas.


Em caso de interesse no desenvolvimento de acções nos Bairros Municipais e sob gestão da GEBALIS, poderão V. Exas. (e outras Entidades que obedeçam aos requisitos) apresentar candidatura no prazo indicado (até 15 de Janeiro). Saiba mais no Regulamento das Candidaturas para 2010.

Se em caso estiver interessado basta contactar a Gebalis`EM através dos seguintes contactos:

Gebalis, EEM - Gestão dos Bairros Municipais de Lisboa

Morada: Rua Costa Malheiro - Lote B12 Código Postal: 1800 - 412 Olivais - Lisboa
E-mail: mailto:comunicacao@gebalis.pt%20-
Telefone: 21 751 1000
Site: http://www.gebalis.pt/

1 de janeiro de 2010

As Janeiras também regressam na área da Grande Lisboa

As Janeiras também regressam
na área da Grande Lisboa


Miguel Afonso, de 27 anos, ensaia desde 2005 o Grupo de Cantares Tradicionais da Associação do Pessoal do Instituto Superior Técnico, criado há oito anos e que lançou recentemente um disco.


Integrado por professores, funcionários e ex-funcionários daquele estabelecimento, o grupo começou por apresentar o cancioneiro dos Reis, típico das Janeiras, apenas aos corpos dirigentes, a um grupo restrito de colegas e no infantário, mas a actuação passou a ser mais abrangente há dois anos.


“Começámos a cantar no átrio do pavilhão central [campus de Lisboa] para mostrar também aos alunos que esta tradição se mantém viva. São as nossas raízes e acho que faz sentido as pessoas conhecerem e saberem que dia é aquele”, explica à Lusa o finalista do mestrado em Engenharia Civil, adiantando que a iniciativa se repete no dia 6.


Segundo Miguel, que aprende “mesmo muito” com experiência de vida dos seus “cantores”, mais velhos, o público costuma gostar e a actuação é aplaudida por várias dezenas de pessoas: “É o corpo directivo, funcionários e o estudante que vai a passar, vê e fica um pouco a ouvir.”


Pelas ruas, em Benfica

Na freguesia de Benfica, o grupo de cantadores de Janeiras criado já mais de 8 anos na paróquia de São José, no bairro da Boavista, também recebe reacções positivas dos comerciantes, dos responsáveis pelas instituições que visita e dos moradores, que por vezes se juntam às dezenas de crianças e adultos que o compõem.


“Vamos pelas ruas para fazer chegar uma mensagem de Natal e de bom ano. É uma forma de manter viva a tradição, vale sempre a pena”, defende o padre Agostinho de Sousa.



Este ano o costume vai cumprir-se no dia 9 e, tal como nas outras vezes, tem também como objectivo angariar dinheiro para a construção de uma nova igreja com centro de actividades e outras valências.


Cinquenta músicos e cantores em Massamá

No mesmo dia, na populosa freguesia de Massamá, no concelho de Sintra, o papel de “manter viva a cultura popular” pelas ruas caberá novamente à banda filarmónica e ao coro da associação Filarmoniartes.


No total, os protagonistas serão cerca de cinquenta músicos e cantores “de todas as idades”, notando-se entre os mais novos “uma grande vontade e apetência para participar”.


De acordo com o maestro João Juvantes, os moradores ficam sempre contentes e satisfeitos: “Muitas pessoas são oriundas das províncias e, como nas suas terras se fazia o cantar, acham engrado, sentem alguma nostalgia e revivem a infância.”


Foi esta “saudade dos velhos tempos” que levou Helena Filipe, de 45 anos e moradora em Oeiras, a deixar-se “contagiar” pelo grupo de Massamá e a percorrer algumas ruas do seu bairro com amigos, no ano passado.


“Criámos um novo ritual, divertido-nos imenso e ainda bebemos uns bons licores. Para nós haverá sempre Janeiras”, afirma.

Noticia da Jornalista Rosa Carreiro, Agência Lusa