31 de março de 2009

Um possível Centro de Saúde no Bairro da Boavista

Bairro da Boavista pode vir a ter um Centro de Saúde


O concelho de Lisboa precisa de sete novas unidades de saúde e de substituir 18 das existentes, segundo as carências apontadas na Carta de Equipamentos de Saúde, mais acentuadas nas áreas de Sete Rios e Lapa.
De acordo com a Carta de Equipamentos de Saúde 2009, que a vereadora Ana Sara Brito leva à reunião de Câmara de quarta-feira e a que a Lusa teve acesso, são propostas novas unidades nas áreas de influência dos centros de saúde de Benfica, Lumiar, Sete Rios, Olivais, Marvila, Ajuda e Alameda.
Tendo em conta a propriedade municipal dos terrenos em causa, o documento aponta como passíveis de avançar de imediato as unidades no Parque das Nações, no Montinho de S. Gonçalo (Alta de Lisboa), em Carnide, Benfica (Rua Dr. Rodrigues Migueis), Campolide, Pedrouços, Vale da Ameixoeira e no Bairro da Boavista.
A carta de equipamentos de saúde faz o diagnóstico e apresenta propostas de redução de carências ao nível dos cuidados primários e continuados e inclui também um ponto da situação dos cuidados secundários ou hospitalares.
O documento foi elaborado com base na estimativa populacional para a cidade de Lisboa em 2007 e por isso ressalva que, numa segunda fase, deverá ser analisada a população que a cidade poderá vir a albergar e reavaliadas então as necessidades e garantidas as soluções.
As maiores carências ao nível dos cuidados de saúde primários situam-se nos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) de Sete Rios e Lapa
No primeiro caso (ACES - Sete Rios), na área de influência dos Centro de Saúde (CS) de Benfica, é proposta uma unidade de saúde em Carnide, a poente da Casa do Artista, para cobertura de toda a freguesia, substituindo a actual extensão de saúde instalada num pré-fabricado na Quinta do Bacelo, com maus acessos e que apenas cobre 25 por cento dos utentes.
É ainda proposta uma unidade nova no Bairro da Boavista, dada a distância do bairro à extensão mais próxima.
Na Alta de Lisboa (Centro Saúde Lumiar) é proposta uma unidade no Montinho de S. Gonçalo para substituir a da Charneca, já no concelho de Loures, e outra na Malha 18 /Alta de Lisboa Sul, para substituir as que funcionam em lojas na ex-Musgueira.
Recomenda que a capacidade das unidades de saúde na Alta de Lisboa seja calculada em função do número de habitantes previsto e não com base nos dados de 2007, uma vez que se trata de uma área ainda em expansão.
É ainda proposta, com carácter prioritário, uma nova unidade no Vale da Ameixoeira, junto à estrada militar, para abranger a população das freguesias da Charneca e Ameixoeira.
A prazo deverá ser equacionada a substituição das instalações da actual sede (Lumiar), instalada num edifício de habitação com seis pisos, com deficientes acessos, devendo ser analisada a possibilidade de criação de novas instalações perto do actual Hospital Pulido Valente.
Na área de influência do CS de Sete Rios é proposta uma nova unidade para substituir a do bairro das furnas.
Para desdobrar a cobertura do edifico sede, junto a Sete Rios, e aproximando os serviços da zona central de Campolide, é proposta uma nova unidade aproveitando o recinto do antigo Mercado Municipal.
No ACES da Lapa, na área de influência do CS da Ajuda, é proposta a substituição da unidade da Travessa das Florindas por duas unidades separadas para cobrir toda a população da Ajuda (Hospital Militar) e do Restelo (EPUL Alto do Restelo).
No território abrangido pelo CS de Alcântara, uma área extensa que integra duas freguesias, apenas servido hoje por uma unidade, a substituir, são propostas duas: Alcântara e Pedrouços, para a qual é sugerida a afectação de uma parcela municipal.
Quanto à zona de influência do CS do Coração de Jesus, propõem-se o abandono das duas actuais instalações, substituindo-as por duas unidades, uma a construir numa parcela de terreno propriedade do Ministério da Saúde na Rua Pedro Nunes e outra a instalar num dos hospitais a desactivar no centro da cidade.
Para a área abrangida pelo CS Luz Soriano, é proposta a substituição da actual unidade do bairro Alto por duas, uma delas na mesma zona, reaproveitando um edifício devoluto, e outra na zona ribeirinha do Aterro da Boavista.
Na zona do CS de Sto. Condestável são propostas obras na actual unidade, mas a prazo esta será substituída por outras instalações na zona de Campo de Ourique, em conjunto com uma unidade de Cuidados Continuados, no âmbito do Plano de Pormenor das Amoreiras.
Na ACES dos Olivais, estão previstas obras na unidade da Travessa das Mónicas (Graça) para prolongar a capacidade de resposta. As instalações da rua do Alecrim e São Nicolau deverão ser substituídas por duas novas, uma na zona da Baixa e outra na Graça ainda sem localização definida.
Na zona de influência do CS dos Olivais deverá ser instalada uma nova unidade no Parque das Nações.
Para a cobertura da população de Olivais Sul é proposto o reaproveitamento das instalações do CATUS junto à Av. Marechal Gomes da Costa.
Na área de influência do CS de Marvila deverá ser criada uma nova unidade e na zona abrangida pelo CS de penha de França serão substituídas as instalações da Rua Luís Pinto Moitinho e na Rua Damasceno Monteiro, com a construção a médio prazo de novas instalações para cobrir o acréscimo de população previsto no vale de Santo António.
Está ainda em estudo a criação de duas unidades reaproveitando um armazém pertencente ao hospital de São José e um edifício propriedade da Segurança Social na Rua Angelina Vidal.
As actuais instalações no Largo do Intendente deverão ser desactivadas.
Para a área do Centro de Saúde da Alameda está prevista uma nova unidade na zona dos Olaias, para a qual se sugere a avaliação da viabilidade de utilização de parte do edifício dos Serviços Sociais da autarquia

(noticia Jornal Expresso/Agencia Lusa)

30 de março de 2009

Plantou-se mais árvores no Bairro da Boavista

Bairro da Boavista mais VERDE

Foram plantadas para mais de vinte árvores "pinheiros" no Bairro da Boavista, mais concretamente, no estacionamento junto ao lote 63 ou das paragens (750, 711 e 24).

Estes pinheiros foran colocados pelos funcionários da Camâra Municipal de Lisboa. Estes trabalhos foram realizados durante esta semana (que esta a decorrer) 13 e 14 do ano 2009



Um excelente trabalho no Bairro, só esperemos que estas arvores permanecem por muitos e muitos anos.

23 de março de 2009

Homenagem de Fados a Fatíma


Fados de Homenagem a Fátima


No próximo dia 4 de Abril, pelas 21.30m, o Clube Social e Desportivo do Bairro da Boavista, irá receber uma secção de fados, para ajudar a Fátima, que tive um acidente quando estava a passar a passadeira que hoje esta paraplégica. Um grupo formou-se e vai realizar este evento e muitas outras acções para ajudar a Fátima, para melhorar esta grande amiga. Nesta sessão de fados, vão estar muitos fadistas, fadistas esses, que se ofereceram para contribuir na ajuda da compra da cadeira de rodas eléctrica.

Quem quiser, entre em contacto com o Clube Social e Desportivo do Bairro da Boavista, no Largo Rainha Dona Leonor. Junto da 43ª Esquadra da PSP.

Puderão falar, com a Direcção do Clube, como o Raul Fernandes, Gilda, Fernando, entre outras pessoas.

Não faltes nesta iniciativa.

20 de março de 2009

História do Conde Bonfim


4º Conde de Bonfim - Francisco de Melo Travassos Valdez



Porque o Conde no
Blog do Bairro da Boavista?

Em 1937/8, o Conde Bonfim foi quem ofereceu o seu terreno a Câmara Municipal de Lisboa, para construir para os mais carenciados. Foi nesse ano que saiu o decreto de Lei para deram inicio as obras no Bairro, no seu início foram construídas cerca de 100 casas prefabricadas, conhecidas casas de luzalite.

Em 25 de Outubro de 1941, foi fundado pelo o senhor Presidente da Republica António Óscar de Fragoso Carmona.

As casas só eram entregues se o casal já eram casados pela igreja, só assim é que tinham direito a uma casa, incluindo os móveis da cozinha, Agua, e luz. Cada casa tinha uma cor, cada cor era uma tipologia, cada família pagava entre 90 a 120 escudos de renda.

Havia algumas regras, como por exemplo as 10 da noite era cortado a luz, tinha se pagar um aluguer para ver televisão, não se podia estender roupa na rua.

A sua toponímia é essencialmente composta por denominações de plantas e nomes ligados à Monarquia, designadamente às rainhas portuguesas, que foram assim sendo conhecidos pelos moradores e que mais tarde a Câmara oficializou, pelo que quando houve necessidade de nomear nomes arruamentos no local a Comissão Municipal de Toponímia sugeriu os nomes Rainha Dona Brites, Rainha Dona Maria, Rainha Dona Catarina, rainha Dona Leonor, Rainha Dona Isabel, de Acácias, Azáleas, Azevinho, Begónias, Buganvílias e Magnólias entre outras.

O Bairro da Boavista foi modificando ao longo dos templos, ouve-se dizer, que o Conde vinha assistir aos casamentos praticados no Bairro. Uma delas foi dia 1 Novembro de 1941, celebrou-se 14 casamentos, foram convidados incluindo o Conde, o Presidente da Câmara Sr. Engenheiro Eduardo Rodrigues de Carvalho e o Sr. Bispo Helenopolis.

Hoje 2009 vivem neste Bairro 12 mil pessoas (numero não oficial) à para mais de 1500 casas.

Fontes: Tese da Dra. Manuela Ferreira e Câmara Municipal de Lisboa

13 de março de 2009

3º passeio Cicloturismo de Benfica (passa no Bairro)



3º Passeio Cicloturismo de Benfica

No Próximo dia 5 de Abril de 2009 (Domingo) pelas 09.00h, irá decorrer o 3º passeio ciclo turismo de Benfica promovido e organizado pela Junta Freguesia de Benfica e o Clube Ferrari de Lisboa . Está iniciativa vem ao encontro da população, é uma actividade que a população gosta e aderi.

A partida, será em Benfica, na avenida Gomes Pereira, em frente a Junta de Freguesia de Benfica. Que passará na Praça de Espanha, Avenida da Liberdade, Av. 24 Julho, Av. Brasília, Belém, Restelo, Av. das Descobertas, Monsanto, Bairro da Boavista (Rua rainha Dona Brites passado pela Rua Rainha Dona Catarina, Estádio Pina Manique, Buraca, Rua da Venezuela, Rua da Casquilha, Clube FOFO, Rua Emília das Neves, estrada de Benfica, Rua Jorge Barradas, Colégio Militar (Centro Comercial Colombo), Centro Comercial Fonte Nova, estrada de Benfica e por fim Av. Gomes Pereira. O percurso terá aproximadamente 55 km. O percurso será cortado a medida que a prova passar. Este evento terá ajuda da Policia Segurança Pública, Policia de Transito, Policia Municipal de Lisboa.

Este evento tem ofertas para todos, e também associações que participar.

As inscrições são gratuitas para todas as faixas éticas, haverá um pequeno lanche (aguas, fruta ,ect) no Posto de Abastecimento (Em Belém).

Gostei da iniciativa, gostava de participar. Como posso fazer a minha inscrição??

Na Junta Freguesia de Benfica, na Avenida Gomes Pereira, nº 17
Através do Gabinete do Desporto e Juventude.
E-mail: desportoejuventude@jf-benfica.pt
Tel.: 21 712 30 02 (Desporto e Juventude)

Autocarros que passam na Junta freguesia de Benfica serão: (Carris) 750, 24, 3, 709

11 de março de 2009

Serviços de Esclarecimento e Apoio no IRS 2008

SERVIÇOS DE ESCLARECIMENTO E APOIO

EM RESPOSTA A INÚMERAS SOLICITAÇÕES DOS CIDADÃOS E ACEITANDO UMA OFERTA DE COLABORAÇÃO NESTE SENTIDO, ESTA AUTARQUIA VAI DISPÔR DE UM SERVIÇO DE ESCLARECIMENTO E APOIO AO PREENCHIMENTO E ENVIO DE IRS ATRAVÉS DA INTERNET, QUE FUNCIONARÁ DURANTE TODO O MÊS DE MARÇO, COM O SEGUINTE HORÁRIO:
TODAS AS TERÇAS E QUINTAS FEIRAS DAS 18H ÀS 20 HORAS
AO SÁBADO DAS 15H ÀS 17 HORAS

CONSULTA ANUAL DOS CADERNOS DE RECENSEAMENTO


EDITAL

CONSULTA ANUAL DOS CADERNOS DE RECENSEAMENTO

Domingos Alves Pires, Presidente da Junta de Freguesia de Benfica, torna público em cumprimento do disposto no art.º 57º da Lei do Recenseamento Eleitoral, que os cadernos de recenseamento se encontram disponíveis durante o mês de Março de 2009 para consulta e reclamação dos interessados, nos seguintes horários:
DE 2ª A 6ª FEIRA DAS 9,00 ÀS 20,00 HORAS
AOS SÁBADOS DAS 9,00 ÀS 12,00 HORAS (*)
Durante este período, pode qualquer eleitor ou partido político reclamar, por escrito, em impresso próprio disponível no local, perante a Comissão Recenseadora, das omissões ou inscrições indevidas, artº 60º nº 1 da Lei 13/99 de 22 de Março, que serão remetidas de imediato à Direcção Geral da Administração Interna (DGAI).
(*) Ao cuidado do Segurança de Serviço na entrada dos Serviços Administrativos.
Lisboa, 05 de Março de 2009
O PRESIDENTE
(Domingos Alves Pires)

9 de março de 2009

Monstros, aqui? Nunca MAIS.


Como posso proceder no caso de me querer desfazer de objectos volumosos?
Como por exemplo: o fogão, o sofá, as cadeiras, os móveis, as máquinas de lavar roupa ou loiça, as camas e entre outras coisas.

De acordo com o Regulamento de Resíduos Sólidos da Cidade de Lisboa (http://lisboalimpa.cm-lisboa.pt/index.php?id=770#c1666 ) deve contactar o Gabinete de Relações Públicas do Departamento de Higiene Urbana e Resíduos Sólidos telefonicamente, presencialmente ou por e-mail. Após formalização do pedido, deverá aguardar o posterior contacto dos Serviços para agendamento do mesmo.
Departamento de Higiene Urbana e Resíduos Sólidos
Gabinete de Relações Públicas
Rua da Boavista, 91200-066 Lisboa
Tel.: 21 325 35 55E-mail: dhurs@cm-lisboa.pt
Horário: Dias úteis das 09h00 às 17h30
A solicitação também poderá ser efectuada presencialmente, junto de um dos nossos balcões de atendimento municipal ou ainda, telefonicamente, para o Centro de Atendimento ao Munícipe – 808 20 32 32,
Câmara Municipal de Lisboa/Divisão de Informação e Atendimento:
Edifício Central do Município Campo Grande, 25, Piso 0 - Bloco E
Tel.: 217 988 000Fax: 217 988 008
E-mail: municipe@cm-lisboa.pt
Horário: Dias úteis das 08h00 às 20h00

Agora pense antes de mandar os seus monstrinhos para a rua. Porque à autarquia tem serviços gratuitos, que recolhem na sua casa.

6 de março de 2009

Aulas de Rugby no Bº da Boavista


Aulas de Rugby no Bº da Boavista

Novas actividades do Bairro da Boavista, recentemente a Câmara Municipal de Lisboa, coloco três actividades no Projecto MEXE COMIGO para os jovens do Bairro, que esta incluindo o Rugby, uma parceria com o G. D. Direito, Associação de Rugby do Sul e a Câmara Municipal de Lisboa. Essas aulas decorrem nas instalações do Direito (perto do bairro), todas ás 4ª Feiras para os jovens do ATL Putos Traquinas, e ás 5ª-feiras para os jovens do bairro, essas aulas tem inicio ás 17h e terminam pelas 18.30m. As aulas são dadas pelo Prof. Martin (Treinador e atleta do Direito). Os jovens puderam se inscrever nas aulas. Todos os jovens podem participar desde que enquadrem com as idades para participar, dos 6 anos até aos 13/14 anos de idade. Bem agora é aproveitar o que temos de bom. Boa iniciativa C.M.L.

3 de março de 2009

Projecto Ser Maior Ajuda nos T.P.C



O Projecto Ser Maior, inserido na 3º fase do Programa Escolhas, está intervir no Bairro da Boavista em Lisboa, ajuda diariamente os jovens do centro nos trabalhos escolares. Vários jovens decorrem ao espaço, para ter o apoio escolar e algumas actividades que lá podem encontrar. Diariamente o Projecto recebe, entre 10 a 15 jovens do ensino básico, que podem procurar ajuda das 15.30 ate ás 17 horas para o apoio escolar. No Ensino Secundário o centro presta o apoio diário a 10 a 13 jovens. As Técnicas do espaço a Inês e a Joana, terão muito gosto em ajudar do que for preciso. No mesmo espaço existe varias actividades, como por exemplo, actividades lúdicas ou pedagógicas, atelier expressão plástica, pinturas, e também existe o espaço CID – Centro Inclusão Digital, basicamente é o mundo da Informática, pode-se consultar o e-mail, MSN, hi5, blogs, youtube, realizar trabalhos escolares, buscas e mil e uma coisa, que lá puderam encontraram o técnico Sérgio que ajudará a mexer nos computadores e dar algumas dicas ou até formação. Este funciona 2ª e 3ª Feiras das 14 ás 19 horas (entre 17h até ás 18h só para o Ensino Básico. E dás 18h até ás 19h para Escola Virtual do Ensino Secundário). Todas as 4ª e 6ª-Feiras o horário é, 10.00 até ás 19 horas (entre 17h até ás 18h só para o Ensino Básico. E dás 18h até ás 19h para Escola Virtual do Ensino Secundário).

Falamos com dois jovens que opiniões teriam sobre o Projecto Ser Maior.

Diogo, tem 9 anos anda no 4º ano no Ensino Básico, diariamente decorre ao espaço depois de ter saído da escola ás 15.30m, para fazer trabalhos escolares, após de fazer os trabalhos escolares, faz peças de teatro, joga a bola e muitas mais actividades.

Núria, tem 8 anos, anda no 3º ano do Ensino Básico. Perguntamos, gostas de andar neste espaço? Sim, gosto. Porquê? Posso aprender muitas coisas, fazer escola virtual, desenhar, jogar, fazer teatro. Quando chega a hora de ir embora para casa, como ficas? Contente, porque aprende coisas novas.

Opiniões dos técnicos e estagiarias sobre o Projecto e o Bairro.

Sérgio técnico de Informática.
- O que achas deste Projecto, reduzindo uma só palavra? Necessário. Porquê? Vejo nos jovens falta de modelo de comportamento e no bairro, falta de espaços para haver mais convívio, com algumas regras entre os jovens.

Joana, técnica desenvolvimento comunitário.
- O que achas deste Projecto? Define em uma palavra!!! Imprescindível. Porquê? Porquê no bairro não existe mais nada para os jovens, e este sem dúvida foi a melhor coisa que aconteceu, para ajudar no dia a dia de cada jovem.

Vera e Sofia Estagiarias do espaço (animadora sócio-cultural)
- Sofia, quando te mandaram para o Projecto Ser Maior, no bairro da Boavista, o que é que pensaste do Bairro? Muita coisa, um bairro problemático, criminalidade elevada, mas basicamente foi uma imagem tirei na comunicação social, neste e de outros bairros como este (como tu dizes, a comunicação social, só vai aos bairros, quando acontecem coisas fora do seu dia a dia). Após conheceres o bairro. Qual é a ideia que sentes dele? Um Bairro Calmo. O que achas deste Projecto, reduzindo uma só palavra? Não se define.
- Vera, O que é que pensaste, quando te mandaram estagiar para este Bairro? Eu não conhecia este bairro, faço parte duma associação da qual íamos buscar jovens aos clubes, fora isso não conhecia. Mas para mim este bairro tem tudo, é um Mundo. Define o Projecto Ser Maior numa só palavra, Crescimento.


Este Projecto tem o apoio ou a pareceria com: Para além da Junta de Freguesia de Benfica, também apoiam este projecto o Movimento de Defesa da Vida (M.D.V.), o instituto de Apoio a Criança (I.A.C.), Gebalis, o Agrupamento de escolas Quinta de Marrocos e Pedro Santarém e a Escola EB1 Arquitecto Gonçalo Ribeiro Telles.
Especialmente está incluindo no Projecto Mexe Comigo, da Câmara Municipal de Lisboa