30 de abril de 2009

Votação "O que devemos ter no Bairro?"


Votação " O que devemos ter no Bairro?"

Durante o mês de Abril (2009) decorreu uma votação.

-

"O que devemos ter no Bairro?"

-

-


Participaram 45 visitantes do Blogue do Bairro da Boavista, do qual tinham 5 hipóteses mas só podiam votar numa delas.

União entre os clubes que ficou em 3º Lugar, com 11 votos (24%)

Casa Mortuária que ficou em 2º Lugar, com 11 votos (24%)


Centro de Saúde que ficou em 4º Lugar, com 5 votos (11%)


Delegação dos CTT que ficou em 5º Lugar, com 4 votos (8%)


5º Mais policiamento do Bairro que ficou em 1º Lugar, com 14 votos (31%)


-

Bem, a próxima votação será "Qual é a Instituição mais importante do Bairro?", agora vota...

Grupo de Dança de Hip Hop


Danças de Hip Hop
-
-

Grupo de Dança Hip Hop é formado só por jovens do Bairro da Boavista, este grupo está inserido no no Prrojecto Ser Maior - Programa Escolhas, às aulas decorrem 3ª feiras e 5ª Feiras das 19.00 até às 20.30 no Pavilhão Municipal do Bairro da Boavista, estas aulas são dadas pela Prof. Maria, este grupo já têm a participação de 11 jovens. Se gostas de dançar, tens aqui uma oportunidade de dançar, dirige-te ao espaço Ser Maior que está situado Rua Rainha Dona Brites, Polivalente e Social no 1º andar, pede uma inscrição para a Dança de Hip Hop ( esta actividade é para crianças e jovens que frequentam o Espaço Ser Maior, depois dá-se oportunidade outros jovens do Bairro a participar). este projecto têm o apoio do Projecto Mexe Comigo da Câmara Municipal de Lisboa - Departamento do Desporto

29 de abril de 2009

Iluminação no Bairro

Parabéns a Câmara Municipal de Lisboa

-


-


Na sequência de um e-mail enviado por mim (Joaquim Pinto), foi reparado alguns dos candeeiros do Bairro, uns por falta de lâmpadas, outros falta do chapéu, e este que vimos nas fotos estava danificado com tendência a cair, mas antes de isso aconteça foi substituído por um novo. Queríamos informar os senhores moradores, a falta de luz nos jardins da Pedra não é da responsabilidade da Câmara Municipal de Lisboa mas sim da EDP. Foi uma informação dada algum tempo atrás através do Departamento de Iluminação da CML.





21 de abril de 2009

Já Estão a Reparar o Lote 63




Já Estão a Reparar o Lote 63



Durante o dia de hoje (21 de Abril de 2009) colocaram os vidros em acrílicos no Lote 63, na rua das Azálias no Bairro da Boavista. No passado mês de Janeiro, o lote sofreu um incêndio, mais concretamente no 1º Dto., a casa não estava a ser habitada, um jovem entrou pela janela do apartamento, suspeita-se que tenha ir fumar lá para dentro, no momento para outro a casa começou arder. Durante esse incêndio foram chamados os bombeiros que tiveram partir ás portas dos apartamentos e as janelas do lote para o fumo sair do lote e para os bombeiros realizar o salvar alguns moradores do lote (muitos deles eram crianças). A Gebalis`EM por sua iniciativaandou a reparar tudo que ficou danificado, como por exemplo ás janelas do lote (vimos nas fotos), as portas, quadros eléctricos e a pintura no lote. Não sabemos quando ficou a obra, mas esta brincadeira de fumar para um apartamento ficou caro a Gebalis. Será que a pessoa que fez isto vai ser responsabilizada pelos os seus actos??




19 de abril de 2009

Obras no Complexo Desportivo do Bairro da Boavista


Obras no Campo Futebol 11
no Bairro da Boavista


Estão a decorrer algumas obras no Campo Futebol 11 no Bairro da Boavista, eu tive lá, reparei que andam a levantar todo chão existente na parte superior, onde dá acesso as casas de banho, as bancadas, ao campo ect. O que eu sei, andava a caír água no piso inferior, possivelmente o Complexo Desportivo teve-se mal construído, quando caia essa água acontece logo um curto-circuito e a luz vai abaixo, também o Complexo sofreu alguns roubos, a polícia (local) foi informada pelos moradores sobre esses roubos, a Câmara Municipal também, mas nunca fizeram nada para essa situação fosse normalizada. Chegou um ponto que não havia nada no Complexo Desportivo, colocaram agentes da Policia Municipal a guardá-lo. Agora estão a decorrer obras para melhorar as condições e futuramente para receber o Clube Desportivo Lisboa e Águias, esperemos em Maio (será?).

Foi enviado um e-mail ao Departamento do Desporto agora aguardamos uma futura resposta relativa ao assunto das Obras. E imagens no interior do Complexo não foi possível, e aconselharam a não fotografar dentro das instalações da Câmara Municipal de Lisboa, ate chegar uma autorização da CML.


Fotos de Joaquim Pinto

Alguns dos Buracos do Bairro estão a ser Tapados



Alguns Buracos do Bairro estão a Ser Tapados


Estes trabalhos são realizados pelos funcionários da Câmara Municipal de Lisboa, estes trabalhos estão em curso mais de 1 mês. Ao longo do bairro encontramos vários buracos causados pela chuva, outros por acidentes e outros por vandalismo (arrancam as pedras). Eu estive atento alguns acidentes causados por esses buracos, enviei um e-mail ao nosso município alertar sobre alguns dos buracos existentes no nosso Bairro, foram rápidos a dar respostas, mas o Bairro da Boavista têm buracos que nunca mais acaba. Na sexta-feira (17 de Abril de 2009) encontrei os funcionários que andam a colocar a falta de pedras na calçada. Os senhores disseram "à buracos nem valem a pena tapar, porque os camiões que entregam mercadoria ao Super-Mercado Mini-Preço estragam o nosso trabalho". Já foi enviando a Câmara Municipal de Lisboa, sobre esse assunto ate a data não ouve qualquer resposta relativa a esse assunto, deixamos aqui uma sugestão. Coloquem pinos para acabar com os carros em cima dos passeios, chegamos um certo ponto que os peões conseguem passar.



fotos de Joaquim Pinto

12 de abril de 2009

Danças de Salão e Baile no Pavilhão Municipal do Bairro da Boavista


Júlio Miguel Crispim (cantor)


No Pavilhão Municipal do Bairro da Boavista em Lisboa, decorreu mais um excelente Espectáculo de Solidariedade, em prol da Dona Fátima, que foi atropelada na passadeira e hoje se encontra internada no Hospital de Alcoitão. Este evento foi realizado para ajudar a pagar algumas despesas hospitalares da D. Fátima e na comprar da cadeira de rodas eléctrica. O Júlio Miguel Crispim, a Lena Silva, o Tó, os alunos de dança acompanhados pelo Prof. José Henriques e Adelaide Horta animaram este espectáculo de solidariedade realizado no pavilhão municipal do Bairro da Boavista. Alguns dos jovens do Bairro ajudaram apromover e organizar este espectáculo, Joaquim Pinto, Vitor Correia, Raul, Aldina, Gilda, Sandra, Paulinho, Diogo Pinto (Manina), Rubem Fernandes (Jolana), Paulo Pais (Paloca), Jorge Ferreira (Joca), Daniel Sousa, Vitor Pinto (Teu), Fábio Almeida (babidy), Lino, Armanda, Rosa da Oenta, Pala Pala, Fernando Mota, Clemente, Artur Lagarto, Sérgio Marracho entre muitos outros voluntariamente juntaram-se para ajudar nesta causa, e prontos para abraçar outras causas com mesmo fim. Agradeçemos a todos que contribuiram, Câmara Municipal de Lisboa - Departamenteo do Desporto, Posto de Limpeza do bairro, Comerciantes do Bairro, 43ª Esquardra da PSP do bairro da Boavista, Prof Júlio Reis e a Rádio Nova Antena - programa Senhor Fado (Joaquim Maralhas)
-
-
Baile ao som de Júlio Miguel Crispim


Baile ao som de Júlio Miguel Crispim


Baile, ao som do Júlio Miguel e Tó

Prof. José Henriques e Adelaide Horta



Dançarinos (dança cha cha cha)

Dançarinos (ritmos Latinos)


Sr. Tó e Júlio Miguel Crispim

Dançarino, Prof. José Henriques e sua esposa e Lena Silva


Fotos de Joaquim Pinto

9 de abril de 2009

Loteamento de Iniciativa Municipal para o Bairro da Boavista


Futuro Projecto no Bairro da Boavista

Projecto da zona da Alveraria (Ruas 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 9)



Norte para Sul do Bairro ( para cima para parte de baixo)


Sul para Norte ( Baixo para Cima do Bairro)

O Bairro da Boavista é um bairro social da cidade de Lisboa, que acusa a existência de problemas sociais normalmente associados aos extractos da população de classe média baixa/baixa. O crescimento urbanístico e consequente aumento populacional originou a existência de uma heterogeneidade de culturas e realidades económicas distintas.

Presentemente o Bairro da Boavista apresenta uma malha urbana homogénea, estando os diversos arruamentos e edifícios, dispostos perpendicularmente ao desnível do terreno, e às ruas principais que atravessam o bairro e que estabelecem a ligação entre as cotas altimétricas de maior e menor nível, nos limites nascente e poente do lote.
No “miolo” da área de intervenção, existem dois equipamentos, uma igreja e uma escola, que formam a charneira do conjunto e estabelecem o eixo de simetria do Bairro.

Por forma a dar continuidade à malha e estrutura urbana existente, propomos um desenho urbano que reforça o desenho original do Bairro, caracterizado por uma simetria na implantação dos edifícios sobre um eixo que se estabelece sobre a escola, a igreja e a rua Rainha D. Maria I.

Transição do edificado com a Mata de Monsanto, com uma faixa arborizada que percorre toda a frente nascente da área de intervenção, permitindo que a Estrada do Outeiro continue arborizada nos dois lados. Os equipamentos propostos nessa faixa de transição com edificado de baixa altura (1 ou 2 pisos), libertando terreno para criar/manter a estrutura arbórea, estabelecem a transição pretendida.

Alinhamento das coberturas em todo o desenvolvimento dos lotes e frentes de rua, existindo apenas uma quebra, que estabelece o acerto no número de pisos com o desnível natural do terreno.

A estrutura viária proposta, visa libertar o centro do Bairro de todo o tráfego envolvente, quando este se realiza no percurso de ligação entre a Estrada do Outeiro e a Estrada de Circunvalação. O desenho, traçado e perfilamento propostos visam captar esse tráfego para a periferia do Bairro, capacitando essa via principal de estabelecer o referido atravessamento.

Devido ao desnível natural do terreno, que se pretende “vencer” de forma gradual, a proposta de desenho urbano criou plataformas no “miolo” dos quarteirões, desenvolvidas a diferentes níveis, o que permite acesso directos e de nível à rua, possibilitando ao mesmo tempo a acessibilidade a viaturas de emergência e socorro. As plataformas propostas pretendem-se vividas. Para tal, a acessibilidade pedonal aos vários blocos habitacionais, que as delimitam, far-se-á a partir das mesmas. Ao nível dos pisos 0, são propostas áreas comerciais e equipamentos vários, de forma a dotar o espaço de vivência.

Ficha Técnica

Dono de Obra
EPUL - Empresa Pública de Urbanização de Lisboa

Arquitectura
GJP Arquitectos Associados, Lda.

Colaboradores
Arqtª Patrícia Castilho
Arqtª Cláudia Guerra
Arqtª Joana Boavida
Arqtº Nuno Ferreira
Arqtº Artur Cabral

Paisagismo e Arranjos Exteriores
PROAP – Estudos e Projectos de Arquitectura Paisagista

Infraestruturas Viárias, Estacionamentos e Pedonais
Infraestruturas de Abastecimento de Água, Rega e Incêndios
Infraestruturas de Saneamento de Águas Residuais Domésticas e Pluviais
Infraestruturas de Gás Combustível Canalizado
Infraestruturas de Resíduos Sólidos Urbanos

DUCTOS – Sociedade de Projectos de Engenharia, Lda.

Infraestruturas de Electricidade
Infraestruturas de Iluminação Pública
Infraestruturas de Telecomunicações
Plano de Segurança e Saúde
EACE Engenheiros Associados – Consultores em Engenharia, Lda.

Estudo de Tráfego
ESTAC – Estudos de Estacionamento e Acessibilidade, Lda.

Acústica
Certiprojecto, Lda.

Maquete
GJP Arquitectos Associados, Lda.

(informação "internet- no site GJP - Arquitectos Associados, Lda)

Florista da Boavista, Graffitada com Rosas

Graffiti na Florista do Bairro da Boavista

A Florista da Boavista, Sandra Costa entrou em contacto estes dois jovens, quando decorria uma pintura em graffitis na estrada da Luz em Carnide. Falou-se com jovens, acordaram em visitar o Bairro e fazer realizar o projecto. Aqui estão eles!!! Chegaram, realizaram umas ideias em casa , mostraram as ideias para colocar na parade, a Dona da Florista escolheu que desenho queria para a parede. Foi escolhido, colocaram mãos a obra. Foi rápido e o preço acessível, e muito simples. Quando decorria o graffiti juntou-se alguns moradores, a expressar o seu agrado no que viam a sua frente.

-
-

A dar iniciação do Graffiti, na Florista da Boavista

A decorar a rosa.



A graffitar as petalas.



Florista da Boavista - Sandra Costa



Produto final. Parábens, pelo excelente trabalho.





Após de ter visto estas imagens, e está com algumas ideias mudar a imagem da sua Loja, Escola, ATL, Espaço Jovem, Associação ou outro tipo de espaço. Entre em contacto com autor do blogue do Bairro da Boavista, enviando a foto do espaço que quer renovar, será enviado para os jovens do Graffiti e mais tarde respondem para o seu e-mail (Deixe o Nome, Morada, Ideia (o que gostava de ter na parede), Contacto Telemóvel e E-mail)

Bairro da Boavista nos Anos 40

Bairro da Boavista "Outros Tempos"
Anos 40, 50 e 60

Bairro da Boavista, um bairro isolado num extremo do parque do Monsanto, freguesia de Benfica, Concelho de Lisboa. O Bairro surge por iniciativa da Câmara Municipal Lisboa em 1940 e do Conde Bonfim, com a finalidade de realojar temporariamente um grupo de pessoas carenciadas e marginalizadas, com o objectivo de passarem para um bairro com melhores condições habitacionais. O Bairro foi sendo alvo de sucessivas fases de realojamento em que famílias eram compulsivamente transferidas de outros bairros da cidade nomeadamente da Av de Ceuta, Caramão da Ajuda, conhecidos por "bairros de lata".
O Bairro da Boavista, na altura tinha casas organizadas, com móveis, luz e água era oferta da Câmara, pagava-se renda, depende a tipologia ( tipo 1, tipo 2, tipo 3 e tipo 4) ás rendas rondavam na altura 40.00 até aos 120.00 escudos. O Bairro tinha um fiscal, o seu trabalho, era meter respeito, passar multas a quem estraga-se os jardins, coloca-se roupa a secar na rua entre outras coisas incorrectas, colocava os jovens de castigo (virados para a parece com o pé no ar, sem descansar), enfim havia algum respeito. Bairro da Boavista noutros tempos, se têm fots dese tempo e gostava colocar no blogue, enviem-me joaquimsousa.pinto@gmail.com, eu agradeço.
-
-
Sessão de Cinema oferecido ás Crianças - 1962


Alpendre - 1940



Consultótio Médico do Bairro da Boavista - 1940



Platação de Árvores no Bairro - 1940





No interior da Paróquia São José - 1940



No interior duma das casas do Bairro - 1940



Casas de Luzalite, ao fundo a Paróquia - 1940




Casa de Luzalite - 1962




Ao centro, a Paróquia São José


5 de abril de 2009

Noite de Fado - Homenagem a Fátima

Noite do Fado no Bairro da Boavista
04 de Abril de 2009

Homenagem a Fatinha
-

Esta magnifica Noite de Fados no Bairro da Boavista (no Clube Social e Desportivo Bairro da Boavista), começou com chegada de toda a equipa do staff, moradores, amigos e familiares da Fatinha, todos trabalharam ao longo de duas semanas para que isso acontece-se hoje. Todos contribuíram um pouco, na cozinha, assador, no salão, no palco, na porta de entrada… Enfim, todos por uma boa causa.

O Senhor Fernando Mota, morador do Bairro, pediu silêncio por respeito às pessoas que estão a trabalhar “ nos Fados” e pelos fadistas, que alguns dizem ter medo de vir ao Bairro da Boavista. O próprio já apanhou três sustos, mas não passaram disso mesmo. Uma frase que disse "NÃO TENHAM MEDO DE VISITAR O BAIRRO DA BOAVISTA... Espero que gostem desta noite."

D. Aldina Caldeira, anunciou a venda das mesas para os fados, no mesmo dia esgotaram completamente, foram cerca de 35 mesas, variavam entre 4 a 12 pessoas cada uma. Cerca 160 pessoas assistiram a este evento.

Mas sem os guitarristas não havia fado, na Guitarra Portuguesa senhor José Braga e na Viola Xico. Este evento teve a presença de muitos fadistas do grande público, por exemplo, Lena Silva, Carlos Pereira, Dilar, Vítor Miranda, Joana Veiga, António, Vítor e Tiago Lemos (pai e filho), Graça Maria, Fernando Oliveira, Zé Manel, Luís Braga (recordando dos tempos da juventude no Bairro da Boavista, nomeadamente o seu sogro Rei FAROCO), Vítor Trabekas, Fernando Varela, Carlos Gomes, Lino Manuel, Dona Júlia Lopes (dona é a sua tia) acho que para mim foi o momento alto desta iniciativa, todos estiveram bem. Mas esta senhora foi linda, linda, linda. Dona Júlia Lopes acabou dizendo "a velha acabou de fazer 71 anos, puxando por mim assim, não chegou aos 72 anos." Mas também estive presente mas não canto António Viana (morador do Bairro) e Artur Batalha. Florista Rosa ofereceu a cada Fadista rosas, uma aos senhores e duas as senhoras.

Alguns dos Fadistas presentes falaram sobre a participação de muitos moradores na Rádio Nova Antena, solicitando alguns fados desses mesmos Fadistas e agradeceram por isso. Várias pessoas falaram porque não se convidou o Sr. JOAQUIM MARALHAS (locutor da Rádio Nova Antena - Senhor Fado). Pois será que ele vinha? Não tem agenda ocupada? hummmmmmm ( Lurdes Martins - deve ser uma pessoa simpática). Mas para próxima não falha, o convite vai ser feito, a ele e a sua equipa.

Foi uma noite especial, com leilões de garrafas, produtos de limpezas e flores ofertados pelos nossos comerciantes e não só, Café Carla, Café Renato, super mercado Ponto Fresco, Sónia do Quiosque, super mercados Mini-Preço, Café Central (do Rui), Talho do Paulo, Manel da Fruta, Pastelaria Aidinha. A mesa da D. Helena Baptista também ofertou uma garrafa para o Leilão.

Gostava agradecer em meu nome, em nome de todo o pessoal que esteve nesta NOITE DE FADOS e estará noutros eventos de BENEFICIÊNCIA, às seguintes entidades: Rádio Nova Antena (92.0), Casa dos Ferreiras, Comerciantes do Bairro da Boavista, aos Fadistas, a NÓS, Tasca do Careca e a Florista Rosa.

Agradeço a todos do fundo do meu coração. Bem-haja


Sr. Francisco na Viola

Sr. José Braga na Guitarra Portuguesa


Joana Veiga - Fadista

Julia Lopes - Fadista

Antonio - Fadista


Dilar - Fadista


Fernando Oliveira - Fadista




Carlos Pereira - Fadista


Cátia Santos - Fadista

Zé Manel - Fadista



Graça Maria - Fadista



Lena Silva - Fadista



Artur Batalha - Fadista


Vitor Miranda - Fadista


Vitor Lemos - Fadista


Luis Braga - Fadista


Carlos Gomes - Fadista

Lino Manuel - Fadista


Fotos de: Joaquim Sousa Pinto.