30 de março de 2017

Abate de dezenas de Árvores nas traseiras dos Lotes A, B, C e D no Bairro da Boavista


Através da Associação Recreativa de Moradores e Amigos do Bairro da Boavista, tivemos conhecimento do que está acontecer nas traseiras dos lotes A, B, C e D. Desde segunda feira está a decorrer uma "limpeza", dezenas de árvores foram abatidas sem dó nem piedade. Tentamos contactar o Centro de Interpretação Espaço Monsanto, numa tentativa de esclarecimento com a chefe de divisão, por duas vezes a mesma está indisponível. 

Esta tarde ligamos para o gabinete do Vereador Sá Fernandes, o mesmo estava no Espaço Monsanto, numa conferencia Certificação do Parque Florestal de Monsanto, será que estão a valorizar?.

Uma zona protegida, Parque Florestal de Monsanto recebeu em 2016 a Certificação da Gestão Florestal no âmbito do FSC (Forest Stewardship Council), a mais importante certificação. O Único parque Florestal em meio Urbano na Europa. 

Este abate de árvores surgem por causa da expansão GDD - Grupo Desportivo de Direito Rugby, é uma obra legal e aprovada pelo Senhor Vereador Sá Fernandes a 8/7/2016. Hoje pelas 17h, foi informado em 1992, gestão autarquia do PS/CDU foi entregue ao Grupo Desportivo Direito  96 mil metros quadrados, previsto campo golfe prejudicando a população do Bairro da Boavista.... proposta do Vereador dos Espaços Verdes, em 2013 foi reduzir a proposta inicial,  ficando pelos 74 mil metros quadrados, proposta apresentada e  aprovada 2013 por unanimidade, devolvendo à cidade 22 mil quadrados.

Após contactar a presidente da ARMABB, a mesma não concorda com o "assassino ambiental" que a Câmara autorizou para "satisfazer elite Lisboeta". Aproveitando a frase do primeiro ministro que disse: "que os acordos também o desfazem", questionou porque o presidente da CML não o fez??? E porque não pediram parecer à Associação de Moradores. A zona em causa, será vedada à população, impossibilitando as caminhadas e as crianças do centro de acolhimento infantil possam praticar as suas actividades ao ar livre.  

Não havendo terreno disponível para construir uma escola nova, e abater árvores estava fora de questão (dentro da escola) e agora para o Grupo Desportivo Directo "abatem árvores a torto e a direito" , clube esse que não têm afinidade com o Bairro. O que é que aconteceu aqui?









Sem comentários:

Enviar um comentário